SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

segunda-feira, 16 de maio de 2022

Corpo de perito morto por militares da Marinha no Rio de Janeiro é retirado de rio

Corpo de perito morto por militares da Marinha no Rio de Janeiro é retirado de rio
Foto: Reprodução / Rede Globo

O corpo do papiloscopista Renato Couto, morto por militares da Marinha, foi localizado na manhã desta segunda-feira (16), nas margens do Rio Guandu, no Estado do Rio de Janeiro. “Tecnicamente ainda precisamos da identificação papiloscópica, mas a família o reconheceu”, afirmou o chefe do Departamento geral de Polícia da Capital, o delegado Antenor Lopes.

 

De acordo com o que divulgou o Portal G1, somente a perícia vai determinar se Renato morreu por afogamento ou pelos disparos sofridos. Segundo o delegado Adriano França, titular da 18ª DP, a vítima foi agredido mesmo depois de ter sido baleada. Ele teria levado um chute de Lourival Ferreira de Lima, dono do ferro-velho que foi pivô da discussão.

 

O delegado disse ainda que uma testemunha afirmou que Renato levou um tiro de misericórdia, pelas costas. A polícia investiga os relatos.  “Vai depender da perícia”, afirmou.

 

Um cabo, dois sargentos e o pai de um deles foram presos pelo crime. Eles vão passar audiência de custódia na terça feira (17). Aos investigadores, os militares confessaram o crime e relataram ter jogado o corpo do papiloscopista no rio, na altura de Japeri, na Baixada Fluminense.

 

Para levar o corpo até o rio os suspeitos usaram uma van da força militar. “As investigações apontam que o perito vinha sendo vítima de diversos furtos na obra que fazia da sua casa própria. Usuários de drogas entraram no imóvel e levaram tudo que tinha. O policial foi registrando as ocorrências, nós temos conhecimento que isso o estava deixando atordoado”, disse o delegado Antenor Lopes.


Do Portal Bahia Notícias

Nenhum comentário: