SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

Há 23 anos morando nos EUA, brasileiro usava identidade falsa de criança morta na década de 70

Há 23 anos morando nos EUA, brasileiro usava identidade falsa de criança morta na década de 70
Foto: Divulgação

Um comissário de bordo brasileiro foi preso no Texas, nos Estados Unidos, portando um documento falso de uma criança que morreu há mais de 40 anos. Segundo ele, a identidade era usada desde 1998, quando saiu de São Paulo com destino ao país.

 

Segundo o blog do Ancelmo Goes, em O Globo, a Corte Federal em Houston afirmou que o homem, identificado como Ricardo Cesar Guedes, de 50 anos, usava a identidade de William Ericson Ladd (1974-1979). 

 

O paulista pediu passaporte americano usando os dados do menino falecido, renovando por mais seis vezes com identidade falsa. Apenas em dezembro de 2020, que o estado identificou a fraude e começou a investigá-lo.

 

De acordo com a publicação, a polícia americana encontrou a identidade de Guedes no Brasil a partir das suas impressões digitais coletadas para a emissão do passaporte. 

 

Após a descoberta, o comissário de bordo vai responder por falsidade ideológica. A empresa em que ele trabalhava, a United Airnlines se defendeu de qualquer acusação, declarando que "tem um processo rigoroso de verificação de novos empregados que são de acordo com as exigências federais".


Do Portal Bahia Notícias

Nenhum comentário: