SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

sexta-feira, 26 de novembro de 2021

Ronda Maria da Penha: curso para policiais que atuarão no enfrentamento à violência contra a mulher foi um sucesso

Foto: Divulgação / 16° BPM/Ascom


A união de vários órgãos no combate à violência contra a mulher foi destaque no encerramento do Curso de Capacitação da Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, que ocorreu na manhã desta sexta-feira (26), no auditório da Uneb, em Serrinha. O curso, voltado para policiais que atuarão direta e indiretamente no enfrentamento à violência contra mulheres ocorrida no contexto doméstico e/ou familiar, foi um sucesso.

A discussão em relação ao tema envolveu a equipe técnica que trabalha diretamente na Operação Ronda Maria da Penha (ORMP), em Salvador, a qual é referência em nível de estado e de Brasil. A solenidade foi presidida pelo Ten Cel PM Müller, comandante do 16° BPM, e pela Major PM Tereza Raquel, comandante da ORMP/Salvador. Na oportunidade, os membros da equipe foram recepcionados pelo comandante da Unidade e falaram sobre as suas experiências durante o curso e as expectativas no tocante ao atendimento às vítimas de violência.

Com essa capacitação, além da equipe que comporá a operação no território do sisal, estarão aptos a atender as ocorrências referentes à ORMP policiais do Cicom e das companhias do 16° BPM. “O nosso grande objetivo é transformar o 16° Batalhão de Polícia Militar em referência ao atendimento à mulher em situação de violência, acolhendo-a com todo o cuidado, respeito e empatia. A realização do curso é o pontapé inicial para capacitar toda a nossa Unidade. A nossa missão é proteger as mulheres, é proteger a sociedade”, afirmou o Ten Cel PM Müller.

De acordo com a Major PM Tereza Raquel, a união da rede é de extrema importância para que a implantação da Ronda seja exitosa. “Eu quero parabenizar o 16° Batalhão pela sensibilidade. A Polícia Militar está atribuindo cada vez mais valor a uma problemática tão recorrente na sociedade, mas não realizamos essa missão sozinhos. O nosso trabalho é executado em rede e o pensamento da rede precisa estar alinhado, a fim de que possamos cuidar dessas mulheres vítimas de violência doméstica. O apoio de cada equipamento é fundamental para que as atendidas sejam acolhidas e consigam sair do ciclo de violência”, declarou.

A Ronda Maria da Penha tem o objetivo de proteger mulheres vítimas de violência doméstica e familiar que possuem medida protetiva expedida pela Justiça. Essas vítimas são atendidas pela Ronda e terão serviços de acompanhamento social e assessorias jurídica e psicológica.





Fotos: Divulgação / 16° BPM/Ascom

PMBA, uma Força a serviço do cidadão!

Do Portal Ailton Pimentel/Fonte: 16° BPM/Ascom

Nenhum comentário: