SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

sábado, 15 de maio de 2021

'O DEM deliberou pela expulsão de Rodrigo Maia', diz deputado baiano

'O DEM deliberou pela expulsão de Rodrigo Maia', diz deputado baiano
Foto: Divulgação / Câmara dos Deputados

O deputado federal Arthur Maia (DEM-BA) utilizou as redes sociais para comunicar a expulsão de Rodrigo Maia dos quadros do Democratas e para criticá-lo duramente pelos ataques feitos ao presidente nacional da sigla, ACM Neto (veja aqui).

 

“O DEM deliberou pela expulsão de Rodrigo Maia. Depois que perdeu todo o apoio dentre os deputados, não havia mais clima para ele no partido. Agrediu ACM Neto para forçar a expulsão e tentar driblar a lei eleitoral, pois a  expulsão teoricamente não dá perda de mandato”, disse Arthur.

 

O parlamentar baiano ainda defendeu que Maia deve perder o mandato, mesmo sendo expulso do DEM, visto que ele teria forçado a situação.

 

“Mesmo sendo expulso, Rodrigo Maia deverá perder o mandato, pois é óbvio que a agressão gratuita e grosseira contra o presidente do partido configura uma desfiliação indireta. Ninguém poderia admitir a sua permanência com o propósito deliberado de insultar as pessoas”, opinou.

 

De forma jocosa, Arthur Maia ainda comentou que o parlamentar carioca, a quem ele chama de “Nhonho” - uma referência a um personagem da série mexicana de humor “Chaves” -, é odiado pelos brasileiros e tentou dar um golpe para não perder a presidência da Câmara.

 

“Rodrigo Maia é uma figura odiada pelos brasileiros, depois da sua melancólica passagem pela presidência da Câmara. Tentou dar um golpe para permanecer presidente, não deu certo. Não pode andar nas ruas, tamanha a sua antipatia popular. Vive numa prisão particular”, finalizou.


Do Portal Bahia Notícias/por Lula Bonfim

Nenhum comentário: