SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

sexta-feira, 28 de maio de 2021

Moradora de Salvador relata que, mesmo sem receber vacina da Covid, consta como imunizada em Feira de Santana: ‘Falha grave ou fraude’

Foto: Arquivo Pessoal

Uma moradora de Salvador, denuncia que, mesmo sem ter recebido vacina contra a Covid-19, o nome dela consta no Sistema Único de Saúde (SUS) como se ela já tivesse sido imunizada, na cidade de Feira de Santana, que fica a 100 km da capital.

O caso aconteceu com Jéssica Santos Almeida, de 34 anos. Apesar de residir na capital baiana há vários anos, ela é natural de Feira de Santana. Jéssica descobriu a situação na noite de quarta-feira (26), ao procurar os documentos justamente para se vacinar.

Ela conta que tem uma filha de nove meses de idade e, portanto, se encaixa no atual grupo prioritário de lactantes de bebês até um ano, em Salvador.

“A pediatra da minha filha mandou uma mensagem para mim, me pedindo meus dados para ela me cadastrar para eu me vacinar aqui em Salvador, porque o grupo prioritário agora é lactantes de bebês até 12 meses e minha filha tem 9 meses. E aí eu não tinha o número do meu cartão do SUS, porque o meu foi emitido em Feira de Santana. Eu nasci em Feira de Santana, morei anos na cidade e tenho vários documentos que foram emitidos lá, porém moro em Salvador já há um tempo”.

Para pegar os dados do cartão, Jéssica baixou o aplicativo do SUS, que oferece o número com a consulta por CPF. Foi então que ela teve a surpresa.

“Entrei no aplicativo do SUS para pegar meus dados. Coloquei meu CPF, meus dados pessoais, minha senha, e constatei, na sessão de vacinas, que eu teria tomado a CoronaVac no dia 17 de março. Atualizei o aplicativo, entrei novamente e constava lá a mesma vacina. Aí eu baixei em PDF o cartão de vacinação digital, o comprovante de que você se vacinou, que é válido até o ano que vem, baixei e postei nas redes sociais, para entender o que estava acontecendo e quem podia me ajudar”.

Segundo Jéssica, no sistema consta que ela foi vacinada no dia 17 de março. Na data, no entanto, a vacinação era direcionada apenas aos profissionais da saúde e a idosos, grupos que ela não se enquadra.

‘Tem a data em que eu supostamente me vacinei, o código do vacinador, o local da vacinação, todos os dados estão lá. E no dia 17 de março, só estava vacinando idosos e profissionais de Saúde na cidade. E eu não sou profissional de Saúde e tenho 34 anos’.

“Então dá para ver que foi uma falha bem grave no sistema, ou foi realmente uma fraude”.

Com a publicação nas redes sociais, Jéssica conta que o secretário de Comunicação de Feira de Santana entrou em contato com ela.

“A vacinação começou em Salvador e eu não podia perder tempo. Daqui que eu fosse apurar em Feira de Santana, ia demorar muito, então eu usei as armas que eu tinha. Aí ontem à noite mesmo, o secretário de Comunicação de Feira pediu meus dados. Eu enviei meus dados para ele, com documento e ele entrou em contato com a Secretaria de Saúde, que disse que está apurando o que aconteceu”.

O G1 disse que entrou em contato com a prefeitura de Feira de Santana e com o Ministério da Saúde, mas ainda não obteve retorno.

Do Portal NS/Fonte: G1 BA

Nenhum comentário: