SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

terça-feira, 7 de junho de 2022

Após suspensão da ‘Festa da Banana’, Ministério Público da Bahia acompanha gastos dos municípios com festas juninas

Em estado de emergência por causa das chuvas de 2021, prefeitura na BA promove festa junina de mais de R$ 2 milhões | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Após as duas suspensões da Festa da Banana, na cidade de Teolândia, no sul da Bahia, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) anunciou que tem acompanhado os gastos dos municípios baianos com as festas juninas.

“A gente faz até um apelo para que os gestores possam reunir suas equipes técnicas, reavaliarem a situação dos seus municípios, verificarem se as suas atuações em relação aos festejos juninos estão adequadas à saúde financeira dos seus respectivos municípios, e assim possamos ter um São João de alegria, mas também de responsabilidade com a gestão do dinheiro público”, disse o promotor de Justiça Frank Ferrari.

A Festa da Banana foi cancelada duas vezes – uma pela Justiça da Bahia e outra pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). O evento seria realizado dos dias 4 a 13 de junho, e custou R$ 2 milhões em recursos do município.

A polêmica do cancelamento da festa surgiu porque Teolândia foi uma das cidades afetadas pelas chuvas que caíram no estado baiano no final de 2021. Desde 26 de dezembro, o município está em estado de emergência e recebeu R$ 2,3 milhões do governo federal – valor próximo ao gasto pela gestão com o evento.

O cachê dos artistas foi destacado pelo MP-BA, que fez o pedido de cancelamento à Justiça.

O festival começou no sábado (4) e terminaria no dia 13 de junho. Entre as 28 atrações que se apresentariam, o MP-BA destacou cinco cujos cachês eram superiores a R$ 100 mil: Gusttavo Lima: R$ 704 mil; Unha Pintada: R$ 170 mil; Adelmário Coelho: R$ 120 mil; Marcynho Sensação: R$ 110 mil; Kevy Jonny e Banda: R$ 100 mil.

A prefeita da cidade fez um discurso no palco da Festa da Banana, na noite de domingo (5), para anunciar o cancelamento do evento. Maria Baitinga, conhecida como Rosa, disse que organizou a festa para levar “alegria” para a população, que enfrenta a pandemia da Covid-19 e os reflexos das chuvas que caíram na região, no final de 2021.

Do Portal NS/Fonte:g1 BA e TV Bahia

Nenhum comentário: