SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

sábado, 14 de maio de 2022

Operação contra exploração sexual infanto-juvenil é deflagrada em Serrinha e outras 15 cidades

A Secretaria de Segurança Pública (SSP), junto com o Ministério da Justiça e da Segurança Pública e a Superintendência de Gestão Integrada da Ação Policial (Siap), deflagraram a operação “Parador 27”. O objetivo é frear a exploração sexual infanto-juvenil em 16 cidades do interior da Bahia.

A ação foi iniciada nesta sexta-feira (13). Em Serrinha, a operação teve participação da Polícia Civil, da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE/Nordeste), da Polícia Rodoviária Federal e do Conselho Tutelar.

Na oportunidade, foram inspecionados estabelecimentos que comercializam bebidas alcoólicas, postos de combustíveis e uma casa noturna, com o objetivo de apurar a presença de crianças e adolescentes nos locais. Ninguém foi preso até o momento. A operação - que acontece em outras 15 cidades do interior da Bahia - segue até domingo (15).

Segundo o diretor de Planejamento de Operações Integradas da Siap, o tenente-coronel Maurício José Marinho de Souza, a operação é realizada nos pontos com mais casos de exploração e que já estavam sendo monitorados.

Pornografia infantojuvenil - Em Conceição do Coité, a Polícia Federal cumpriu, na última terça-feira (10), um mandado judicial de busca e apreensão, contra um homem suspeito de armazenar e disponibilizar conteúdo com pornografia infantojuvenil pela internet.

O nome do investigado não foi divulgado por causa da Lei de Abuso de Autoridade. O celular dele foi apreendido e encaminhado para perícia. O homem vai responder por armazenar e publicar cenas de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança e adolescente. A pena pode ser de um a quatro anos de reclusão e multa.

Do Portal Clériston Silva



Nenhum comentário: