SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

terça-feira, 3 de maio de 2022

‘Desde o ataque eu não consigo andar’, diz triatleta que levou mais de 50 mordidas de pitbulls

Tiago Ferranti antes das cirurgias em Ribeirão Preto (SP) após ataques pitbulls em Leme (SP) | Foto: Reprodução/EPTV

Internado no Hospital Especializado em Ribeirão Preto (SP) nesta terça-feira (3) para a terceira cirurgia em uma semana, o triatleta Tiago Ferranti Beloube, de 41 anos, que levou mais de 50 mordidas de pitbulls enquanto treinava na zona rural de Leme (SP), relatou os problemas quem tem passado desde o ataque, no final de março.

Segundo ele, apesar de não sentir nenhuma dor forte, a recuperação está sendo delicada, pois não consegue andar e precisa de auxílio para fazer tarefas do dia a dia, como comer e tomar banho.

“Desde o ataque eu não consigo andar. Andei um pouco de cadeira de rodas e bem pouco de andador porque estava doendo, estava infeccionado. Estou ainda só tomando banho sentado, indo no banheiro sentado, essas coisas, sabe? Está bem difícil esse lado assim”, disse.

Nesta terça, os médicos vão reconstruir o tendão calcâneo de Ferranti, conhecido popularmente como ‘’tendão de Aqulies’’ e vão fazer enxerto de pele.

O triatleta foi internado na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas de Ribeirão (HC-UE) na segunda-feira (25) e na terça-feira (26) o tendão foi removido. Como algumas feridas não estavam cicatrizadas, foi preciso retirar um pedaço de pele para enxerto.

Três dias depois, Ferranti fez um novo procedimento para limpar as feridas abertas e colocar um dreno na perna.

Ataque

Por volta das 9h30 do dia 27 de março, Ferranti treinava corrida em uma estrada rural de Leme e foi atacado por ao menos cinco cães da raça pitbull que estavam soltos no local.

Segundo o triatleta, ele tentou lutar contra os animais e, ao mesmo tempo, pedia ajuda aos motoristas que passavam. Um homem até tentou ajudar, mas não conseguiu sair do carro devido à agressividade dos cães.

Depois, o triatleta foi socorrido por outro motorista que estacionou a caminhonete no local e conseguiu resgatá-lo. Para Ferranti, o homem foi o responsável por salvar sua vida e, por isso, o reencontro é desejado.

“Já falei com ele por telefone, a gente se manda mensagem, manda foto. Eu ainda não o vi, mas a primeira coisa que eu vou fazer quando eu voltar a andar é ir para Leme e poder falar com ele. A conversa com ele é bem legal, ele fala que ganhou um ‘irmãozão'”, comenta.

Após o ataque, um boletim de ocorrência foi registrado. O homem, dono dos animais, já foi identificado e pode responder por lesão corporal culposa, quando não há intenção, e por omissão de cautela na guarda de animais.

Do Portal NS/Fonte:g1 Ribeirão Preto e Franca

Nenhum comentário: