SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

sábado, 1 de janeiro de 2022

China tem o maior número de casos de Covid em uma semana desde que controlou a 1ª epidemia

Foto: China Daily via Reuters

A China encerrou a última semana de 2021 com a maior contagem de casos de Covid-19 em qualquer período de sete dias desde que superou a primeira epidemia há quase dois anos.

A Comissão Nacional de Saúde relatou, neste sábado (1), 175 novas infecções na comunidade com sintomas clínicos confirmados para 31 de dezembro, elevando o número total de casos sintomáticos locais na China continental para 1.151. O aumento de casos foi impulsionado principalmente por um surto no centro industrial e tecnológico do noroeste de Xian.

A China manteve algumas das medidas de combate à pandemia mais duras do mundo, embora os casos tenham caído drasticamente no início deste ano.

O agravamento do surto em Xian, uma cidade de 13 milhões de habitantes, provavelmente firmará a determinação das autoridades de acelerar seus esforços para conter a transmissão do vírus quando surgirem casos. A cidade registrou 1.451 casos locais desde 9 de dezembro, a maior contagem de qualquer cidade chinesa em 2021.

Xian está trancada há 10 dias.

Prevenir grandes surtos em 2022 é importante já que Pequim sediará os Jogos Olímpicos de Inverno e um Congresso do Partido Comunista que acontece a cada cinco anos, onde o presidente Xi Jinping provavelmente garantirá um terceiro mandato como secretário do partido.

O surgimento da variante Omicron que já está estimulando muitas nações a recuar ou suspender os planos de reabertura, também levará Pequim a manter sua alta vigilância contra o vírus. A China relatou um punhado de casos Omicron importados e pelo menos um caso transmitido localmente.

Desde agosto, o país tem como objetivo manter qualquer surto sob controle em cerca de duas semanas, muito menos do que as quatro a seis semanas em batalhas anteriores contra surtos esporádicos que ocorreram após a epidemia nacional inicial, de acordo com a Comissão Nacional de Saúde.

A província de Yunnan, que compartilha uma fronteira internacional com Mianmar, Laos e Vietnã, relatou novos casos sintomáticos locais em 92 dos 365 dias do ano passado, ou 25% das vezes, mais frequentemente do que qualquer outra província, região autônoma ou município.

A província de Shaanxi, cuja capital é Xian, relatou novos casos sintomáticos locais em 30 dias.

Do Portal NS/Fonte:Reuters

Nenhum comentário: