SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

Brasil deve investir R$ 1,8 milhão em medicamentos para hemofílicos

Brasil deve investir R$ 1,8 milhão em medicamentos para hemofílicos
Foto: Reprodução / Pfizer

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (04) que deve investir, neste ano, R$ 1,8 milhão para aquisição de medicamentos para tratamento da hemofilia e de outras doenças hemorrágicas hereditárias. O dia do Hemofílico no Brasil é lembrado hoje.

 

Segundo a Federação Mundial de Hemofilia, o país tem a quarta maior população de pacientes com hemofilia do mundo, cerca de 13 mil pessoas. 

 

A hemofilia é um distúrbio na coagulação do sangue. As pessoas portadoras de hemofilia, não possuem as proteínas responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento dos tecidos do corpo e por isso sangram mais do que o normal. Ou seja, o coágulo não se forma e o sangramento continua, de acordo com informações da Fiocruz. 

 

No Brasil, o tratamento das hemofilias é feito quase que exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), as informações são da Agência Brasil.

 

Segundo o ministério, uma das grandes conquistas para pacientes hemofílicos foi a incorporação do medicamento emicizumabe para o tratamento de indivíduos com hemofilia A e inibidores ao Fator VIII refratários ao tratamento de imunotolerância. 

 

A portaria que aprova o uso do medicamento foi publicada na edição do Diário Oficial da União em 26 de agosto de 2021. “A incorporação de emicizumabe, que vem sendo distribuído pelo Ministério da Saúde desde outubro do ano passado aos serviços assistenciais, amplia as opções de tratamento para pessoas que convivem com a hemofilia, proporcionando qualidade de vida e a possibilidade de viverem novas experiências”, ressaltou o Ministério da Saúde, em nota.


Do Portal Bahia Notícias

Nenhum comentário: