SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

sábado, 30 de janeiro de 2021

Em chapa única, Valter Cardoso é reeleito presidente da Liga Araciense de Desportos

Foi realizada na manhã desta segunda-feira (25), no CTP em Araci, a eleição para a escolha da nova diretoria da Liga Araciense de Desportos (LAD). 

Das 10 equipes aptas a votar, 8 presidentes dos clubes estavam presentes e escolheram a chapa única Valter Cardoso & Edvan Alves que foram eleitos por aclamação para conduzir a LAD durante o triênio que inicia agora em janeiro de 2021 e finaliza em janeiro de 2024. 

Em entrevista, Cardoso disse que seu objetivo é resgatar a credibilidade da Liga junto aos poderes públicos e privado, fortalecendo os Campeonatos de Futebol Máster, Araciense Masculino e Feminino. 

Apoiar as escolinhas de futebol, incentivar a copa rural, fortalecer os campeonatos de bairros e buscar cursos para a valorização dos árbitros são também objetivos da diretoria. “Outro foco da gente será a participação da seleção Araciense no Campeonato Intermunicipal, e da Seleção Feminina no Campeonato Baiano,” disse Valter.(*Colaborou Assessoria LAD)




Do Portal A Voz do Campo


Paraná Pesquisas: 56,4% dos brasileiros são contra impeachment; 38,8%, a favor

Paraná Pesquisas: 56,4% dos brasileiros são contra impeachment; 38,8%, a favor
Foto: Isac Nóbrega/ PR

A maioria dos brasileiros é contrária ao impeachment de Jair Bolsonaro. Segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas divulgado neste sábado (30), 56,4% dos entrevistados não concordam que o presidente seja retirado do cargo. Já 38,8% são favoráveis ao impeachment, enquanto 4,8% não sabem ou não preferiram opinar.


Foto: Reprodução / Paraná Pesquisas

 

Das cinco regiões brasileiras pesquisadas pelo instituto, o Nordeste tem o maior percentual de pessoas que defendem o impeachment, de 43,2%. No entanto, por aqui, como no resto do país, a maioria da população - 52,1% - é contra a saída de Bolsonaro.

 

Foto: Reprodução / Paraná Pesquisas

 

A pesquisa ouviu 2002 eleitores, em 204 municípios dos 26 estados e do Distrito Federal, entre os dias 22 e 26 de janeiro de 2021. A margem de erro do levantamento é de 2 pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%. 


Do Portal Bahia Notícias

Confronto entre torcedores de Palmeiras e Corinthians deixa um morto em São Paulo

Confronto entre torcedores de Palmeiras e Corinthians deixa um morto em São Paulo
Foto: Reprodução de vídeo

Torcedores do Palmeiras e do Corinthians entraram em confronto no início da tarde deste sábado (30), na avenida Padre Arlindo Vieira, no Jardim Botucatu, região do Sacomã, zona sul de São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, duas pessoas foram baleadas, um torcedor corintiano morreu e outro está hospitalizado.

 

Vídeos aos quais a reportagem teve acesso mostram ao menos um torcedor palmeirense ensanguentado, enquanto corre com um pedaço de pau na mão. Na mesma imagem é possível ver torcedores dos dois times com barras de ferro.

 

Em um outro vídeo é possível ouvir barulhos que se assemelham a tiros. À reportagem um torcedor corintiano disse que ao menos três pessoas foram baleadas.

 

Um funcionário do Hospital Municipal Augusto Gomes de Mattos, conhecido como PS Sesi, que fica a poucos metros do local do confronto, confirmou que ao menos um dos baleados morreu. Mais um ferido chegou ao local, mas foi transferido para outra unidade de saúde.


Do Portal Bahia Notícias/por Paulo Eduardo Dias | Folhapress

Palmeiras 1x0 Santos - Melhores Momentos - Verão Campeão da Copa Libertadores 2020

               

Palmeiras marca no final, bate Santos e é bicampeão da Libertadores

Palmeiras marca no final, bate Santos e é bicampeão da Libertadores
Foto: André Durão / GE

Do momento em que a bola saiu da cabeça de Breno Lopes e encontrou o fundo do gol, uma eternidade de duas décadas sem conquistar a Libertadores passou na frente dos olhos do torcedor palmeirense. Assim que ela beijou a rede do Maracanã, já não era mais preciso esperar.

Com gol de seu improvável herói, o Palmeiras venceu o Santos por 1 a 0 neste sábado (30), no Rio de Janeiro, e conquistou o bicampeonato continental.

Um prêmio ao trabalho que começou com Vanderlei Luxemburgo, responsável pela melhor campanha da fase de grupos, e que foi aprimorado pelo português Abel Ferreira, que repete Jorge Jesus e, pela segunda edição seguida, faz do futebol da América do Sul um pouco mais lusitano.

Havia muita expectativa para a primeira final paulista da história da Libertadores do ponto de vista técnico. Ela definitivamente não foi correspondida, possivelmente também prejudicada pelo fato de que os atletas iniciaram a partida sob um calor de 33ºC no Rio de Janeiro.

O resultado foi bem diferente da intensidade apresentada pelas duas equipes ao longo de toda a Libertadores, quando seus jogos foram quase todos disputados à noite.

Minutos depois do apito inicial do árbitro argentino Patricio Loustau, via-se que o ritmo do confronto seria cadenciado, como realmente foi. Isso, contudo, não diminui a tensão inerente a um clássico paulista, quase sempre mais friccionado do que tecnicamente vistoso. Duelo de Campeonato Paulista, mas transferido para o verão carioca, no Maracanã.

Nos primeiros 45 minutos, a estratégia de ambos foi a busca por recuperar a bola na intermediária defensiva ou no meio do campo e, com dois ou três toques, tentar chegar próximo do gol adversário. Um jogo mais direto, agilidade para decidir e marcar o que poderia ser o gol de um título continental em uma partida que não entregaria tantas oportunidades.

Santistas e palmeirenses preferiam guardar o combustível para uma eventual estocada. Se o lançamento era longo demais, os jogadores abriam mão de perseguir a bola até a linha de fundo. Desgaste sem necessidade.

A análise sobre o futebol apresentado, porém, não cabe ao torcedor. Sua relação com o futebol é passional, e sua paixão é o clube. Pouco importa que o jogo tenha sido tecnicamente ruim.

Até porque é um exercício que exige boa memória tentar lembrar de uma final de campeonato que tenha enchido os olhos do espectador. A alegria do torcedor independe do espetáculo.

Importava, ao palmeirense, que seu time conquistasse o bicampeonato da América no jogo mais importante do Palmeiras neste século, após uma espera de 20 anos para voltar a uma final de Copa Libertadores.

Transformar em realidade e glória a obsessão, cantada (quando havia essa possibilidade) nas arquibancadas do Allianz Parque durante as últimas duas décadas.

Aos santistas valia, além do tetracampeonato e a liderança como brasileiro com mais títulos no torneio, o reencontro sentimental com as gerações de alvinegros mais velhos que viram o clube da Vila Belmiro transformar o Maracanã em sua casa.

Enfim os mais jovens teriam a sensação do que viram e viveram seus avós e seus pais, testemunhas da época mais gloriosa do Santos, que celebrou no Maracanã um título mundial, além do milésimo gol de Pelé.

Alguns desses torcedores tiveram o privilégio de acompanhar a história desta final do lado de dentro do Maracanã. A convite dos clubes e autorizados pela Conmebol, se aglomeraram, às vezes sem máscara, e cantaram músicas de incentivo numa busca por tentar diminuir o vazio que virou o futebol na pandemia.

Ainda que esses cânticos tenham substituído o silêncio, produziram um evento melancólico nas arquibancadas do Maracanã, em um país onde mais de 222 mil pessoas morreram pela Covid-19.

Para os protagonistas do que acontecia no campo ser campeão poderia marcar a coroação das excelentes campanhas exibidas nesta Libertadores e também o triunfo de grandes histórias individuais, biografias muitas vezes sofridas e difíceis, que preparam esses profissionais para o acontecimento que os torna eternos.

Coube a Breno Lopes, herói improvável, o gol que o levará à eternidade. O responsável pela maior glória do Palmeiras desde que o clube do Palestra Itália foi campeão da América pela última vez.

O atacante mineiro entrou quieto e, logo após Cuca ser expulso por retardar o jogo na lateral em confusão com Marcos Rocha, cabeceou firme para as redes o cruzamento que veio da direita, de Rony, o líder palmeirense em assistências nesta Libertadores, com oito passes para gol.

Explosão dos poucos palmeirenses que estiveram no Maracanã, e dos muitos espalhados pelo Brasil e pelo mundo. Um gol que deve ter sido celebrado em Portugal, acarinhado pelo Palmeiras de Abel Ferreira, campeão pela primeira vez na carreira, e logo de uma taça continental.

O treinador, que chegou em novembro e transformou o time em uma máquina de competir, falava na véspera sobre como o palco deste sábado tinha um significado especial na sua vida, pelo fato de decidir o jogo mais importante de sua trajetória onde tantas glórias foram escritas. Significado que se estende aos jogadores e ao torcedor palestrino.

A taça da Copa Libertadores ganha mais uma plaquinha na sua base de madeira, e ela é alviverde.

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez, Viña; Danilo, Zé Rafael (Patrick de Paula), Gabriel Menino (Breno Lopes), Raphael Veiga (Alan Empereur); Rony (Felipe Melo) e Luiz Adriano. Técnico: Abel Ferreira.

SANTOS
John; Pará (Bruno Marques), Lucas Veríssimo, Luan Peres, Felipe Jonatan (Wellington Tim); Alison, Sandry (Lucas Braga) e Diego Pituca; Soteldo, Marinho e Kaio Jorge (Madson). Técnico: Cuca.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 X 0 SANTOS

Final da Copa Libertadores da América 2020

Data: 30/01/2021 (sábado)

Horário: 17h

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro

Árbitro: Patricio Loustau (Argentina)

Assistentes: Ezequiel Brailovsky e Diego Bonfa (ambos da Argentina)

Quarto Árbitro: Dario Herrera (Argentina)

VAR: Mauro Vigliano (Argentina)

Cartões amarelos: Gustavo Gómez, Viña e Marcos Rocha (Palmeiras); Lucas Veríssimo, Diego Pituca, Soteldo e Alison (Santos)

Cartão vermelho: Cuca (Santos)

Gol: Breno Lopes (PAL), aos 53 minutos do segundo tempo.


Do Portal Bahia Notícias/por Bruno Rodrigues e Diego Garcia | Folhapress

Divididos, caminhoneiros tentam fazer nova greve na semana que vem

Divididos, caminhoneiros tentam fazer nova greve na semana que vem
Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Entidades que representam caminhoneiros prometem iniciar uma greve na segunda-feira (1º) para pressionar o governo federal a negociar uma pauta com dez exigências, em uma tentativa de repetir o movimento que, em 2018, parou o país por 11 dias e deu origem à tabela de preços mínimos para os fretes rodoviários.

 

A realização da paralisação, no entanto, não é consenso na categoria, e enfrenta oposição em grupos patronais e do setor produtivo. Prestes a começar o escoamento das safras de milho e soja, o agronegócio -que apoiou o movimento de 2018- diz que obstruir a logística neste momento seria irresponsável.

 

Pelo menos quatro entidades anunciaram participação e estão convocando caminhoneiros a não pegar a estrada na semana que vem. Para os que estiverem fora de suas cidades, os sindicatos, confederações e associações estão sugerindo que os motoristas busquem postos de parada, encostem os caminhões e conversem com outros.

 

Lideranças dizem acreditar que em até três dias conseguirão que 80% dos motoristas autônomos deixem suas boleias e participem da mobilização. Confirmaram adesão à greve CNTRC (Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas), criado no ano passado, CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística), ANTB (Associação Nacional de Transporte no Brasil) e Abrava (Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores).

 

A pauta de reivindicações traz questões como a necessidade de um marco regulatório do transporte e de uma jornada de trabalho para esse tipo de função. Entre as lideranças, porém, são listados como "a gota d'água" para a mobilização marcada a falta de efetividade da aplicação do piso mínimo de frete, o preço do óleo diesel e as regras para a aposentadoria de motoristas -somente os que conduzem material inflamável conseguem enquadramento especial junto ao INSS.

 

Falta também fiscalização da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) para o cumprimento do piso do frete, dizem. Os motoristas alegam que o piso não é um tabelamento, mas uma garantia de que os custos mínimos da viagem serão pagos.

 

Em um percurso de quase 600 quilômetros entre Ijuí e Rio Grande, no Rio Grande do Sul, o motorista recebe R$ 35 pelo frete; se o piso fosse aplicado, ele deveria receber R$ 72, segundo o porta-voz da CNTTL, Carlos Alberto Litti Dahmer. "Há uma disparidade entre os ganhos do setor agrícola, e que é merecido, e dos caminhoneiros. Só que até hoje eu não vi navio atracar na lavoura. Em algum momento da produção, é do caminhão que eles precisam", disse.

 

Para os grupos contrários à paralisação, o momento é inoportuno. A CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos) divulgou nota em que diz reconhecer as dificuldades enfrentadas pelos motoristas, mas descarta a paralisação devido à "delicada realidade que o país está passando". Até entre os que participaram do movimento anterior há discordância quanto à paralisação.

 

José da Fonseca Lopes, presidente da Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros), da Conftaq (Confederação Nacional dos Caminhoneiros e Transportadores Autônomos de Bens e Cargas), e um dos líderes do movimento de 2018, diz acreditar que a paralisação deste ano não terá força.

 

"O momento não é adequado por causa da pandemia. Já estamos em uma situação de desgraça, imagina fazer aglomeração, ficar sem combustível, sem alimentação", disse. Segundo ele, as entidades que comanda representam 65 sindicatos.

 

Já Wallace Landim, o Chorão da greve de 2018 e atual presidente da Abrava, que convoca a paralisação, diz que o governo Jair Bolsonaro (sem partido) trata os caminhoneiros com descaso e falta de respeito. Na sexta (29), um operador de exportações disse à Reuters que a greve preocupa, mas que as informações que chegam ao setor são de que o movimento não terá a mesma força, pois não tem o apoio da sociedade para realizar bloqueios.

 

Segundo Plínio Dias, do conselho de transporte, não estão previstos fechamento de rodovias. Se isso acontecer, segundo ele, partirá de grupos isolados. Associações, cooperativas e sindicatos que atuam na Baixada Santista divulgaram na quinta (28) nota e vídeo no qual duas lideranças, uma de Santos e outra do Guarujá, dizem ter decidido não participar do movimento. As reivindicações, afirmam, são justas, mas o momento é inoportuno.

 

Gilberto Benzi, que foi candidato a vice-prefeito pelo PSL em chapa derrotada no ano passado, aparece junto aos caminhoneiros. Outra figura política que se manifestou contra a mobilização foi o deputado distrital pelo Distrito Federal Valdelino Barcelos (PP). Caminhoneiro, ele esteve na greve de 2018. Em publicação em suas redes sociais, o parlamentar afirma não apoiar a paralisação, que poderia levar o país a uma crise mais profunda.

 

A existência de vozes contrárias ao movimento é vista como natural por Luis Fernando Ribeiro Galvão, representante do conselho em São Paulo e presidente do Sindicato dos Motoristas Autônomos de Guarulhos. Para ele, é reflexo de uma disputa política pelo protagonismo do movimento. "Quem nos pediu para fazer [a greve] foram os próprios motoristas porque eles não estão aguentando mais", disse. O apoio ao presidente, no entanto, continua firme entre os motoristas, segundo ele. "Continuamos apoiando Bolsonaro, mas nossa situação é de fome."

 

Grupos patronais, como a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística e a CNT (Confederação Nacional do Transporte) também divulgaram notas contrárias à paralisação. O Ministério da Infraestrutura disse, em nota, que tem uma agenda permanente de diálogo com as principais entidades representativas da categoria por meio do Fórum do Transporte Rodoviário de Cargas.


Do Portal Bahia Notícias/por Fernanda Brigatti e Sheyla Santos | Folhapress

Marinho é eleito o melhor jogador da Conmebol Libertadores 2020

O desfecho da final da Conmebol Libertadores 2020 não foi o que Marinho nem o torcedor santista imaginava. Apesar do revés de 1 a 0 sofrido para o Palmeiras, o craque da Vila teve seu mérito individual reconhecido e foi eleito o melhor jogador do torneio continental. 

Em eleição por voto popular, o atacante do Peixe desbancou Weverton e Rony, do Verdão, além de Soteldo, seu companheiro de time. Ao fim da partida, Marinho recebeu o prêmio - um anel com seu design inspirado no estádio do Maracanã, sede da decisão.

Ao longo da competição, Marinho disputou dez partidas e balançou as redes em quatro oportunidades - dois na fase de grupos e dois já na fase de mata-mata, diante de LDU e Grêmio. O atacante também deu uma assistência no torneio. Liderança técnica do Santos, o craque também se destacou nos duelos diante do Boca Juniors, pelas semifinais da Libertadores. Ao lado de Soteldo, Marinho foi primordial na campanha alvinegra em busca da América nesta temporada.

Após receber o anel como prêmio por seu desempenho na Libertadores, Marinho não repercutiu seu feito individual. Visivelmente emocionado após a derrota no Maracanã, o craque do Santos não conseguiu conter as lágrimas após ser eleito o melhor jogador da competição.

Do Portal Galáticos Online


Bahia encerra preparação para duelo contra o Vasco

O Bahia encerrou neste sábado preparação para o duelo contra o Vasco. A novidade ficou por conta da presença do zagueiro Lucas Fonseca, que havia ficado fora da reapresentação.

No CT Evaristo de Macedo, os jogadores que foram titulares diante do Corinthians fizeram uma atividade técnica focada na posse de bola. Em outra parte do campo, os demais jogadores trabalharam cruzamentos e finalizações.

Segundo a assessoria do clube, o lateral-esquerdo Matheus Bahia e o goleiro Mateus Claus trataram dores na coxa, no departamento de fisioterapia.

Vasco e Bahia se enfrentam neste domingo, às 16h, em São Januário. O duelo é válido pela 33ª rodada.

Do Portal Galáticos Online


Assessor demitido por Mourão diz que entregou celular à polícia para perícia

Assessor demitido por Mourão diz que entregou celular à polícia para perícia
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Demitido após o vazamento de uma suposta conversa no WhatsApp em que sugere articulações pelo impeachment de Jair Bolsonaro (veja aqui), o ex-assessor do general e vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse ao ex-chefe que entregou seu celular à polícia para realização de perícia e registrou boletim de ocorrência para investigação de crime cibernético.

 

Ricardo Roesch Morato Filho teve uma longa reunião com Mourão na tarde desta sexta-feira (29), na qual voltou a negar que seja o autor das mensagens, segundo a revista Veja.

 

Na troca de mensagens com o chefe de gabinete de um deputado federal, que vazou na imprensa, Morato Filho insinua a possibilidade de Mourão assumir a Presidência da República.

 

Internamente, na Vice-Presidência da República, há quem acredite que as mensagens realmente podem não ser de Morato porque o linguajar utilizado não combina com o ex-assessor — outra parte do órgão, no entanto, crê que a conversa pode ser verdadeira.


Do Portal Bahia Notícias

Barrocas: Com mais 12 casos positivos, já são 40 pacientes diagnosticados com a covid-19 entre os dias 21 e 29 de janeiro

BA411/Barrocas - Foto: Victor Santos
O município de Barrocas está prestes a fechar o mês de janeiro com alta considerável no número de pacientes diagnosticados com a covid-19. Entre os dias 21 e 29 de janeiro, foram registrados 40 casos positivos da doença, de acordo com os boletins epidemiológico do período de 9 dias.

Segundo o boletim divulgado pela Secretária de Saúde na sexta-feira (29), o Lacen divulgou o resultados de 17 exames, sendo que 5 deram negativos e 12 pacientes testaram positivo (08 na sede, 02 no Cedro, 01 na Boa União e 01 na Nova Brasília).

Desde o início da pandemia, o município de Barrocas contabiliza 244 casos confirmados, destes, 226 pacientes estão curados, ocorreram 03 óbitos. Atualmente são 15 pacientes com o vírus ativo. Existem ainda 10 pacientes que coletaram material para análise do laboratório identificados como casos suspeitos, pela Secretaria Municipal de Saúde. 

Reprodução: redes sociais
Acompanhe a linha do tempo dos casos confirmados entre os dias 21 a 29 de janeiro.

Dia 21: 7 confirmados, mas já curados (04 da sede, 01 da fazenda Ichu, 01 do Rosário, 01 da Fazenda Itapororoca).
Dia 22: 4 resultados, todos confirmados (03 da sede e 01 da Lagoa da Cruz)
Dia 23: 03 confirmados e já curados (03 da sede)
Dia 24: 07 positivos sendo que 06 já curados e 01 ainda está ativo (06 da sede e 01 do Periquito).
Dia 25: 4 confirmados (04 da sede).
Dia 26: 01 resultado, o mesmo deu descartado.
Dia 27: não recebemos nenhum resultado do laboratório.
Dia 28: 3 confirmados (02 da Santa Rosa e 01 da Malhada Redonda).
Dia 29: O boletim desta sexta-feira, registrou 12 positivos (08 na sede, 02 no Cedro, 01 na Boa União e 01 na Nova Brasília).

Da Redação JNV - Por Victor Santos / Colaborou Rubenilson Nogueira

Léo de Chinês morre afogado no Açude do Barracamento em Barrocas

Foto: Leitor / Arquivo JNV
Leandro Henrique, conhecido como Léo de Chinês, 23 anos, segundo populares, estaria consumindo bebida alcoólica quando decidiu entrar no açude do Barracamento, próximo ao antigo matadouro municipal e acabou se afogando, na manhã deste sábado dia (30). às margens do açude, foram encontrados os chinelos dele um caixinha de som e um carregador de celular.

Léo de Chinês é bem conhecido em Barrocas, em junho de 2015 no dia que completou 18 anos, ele foi preso após ter esfaqueado um jovem que acabou morrendo em decorrência dos ferimentos (ver aqui).  Após cumprir pena, ele retornou para cidade e atualmente trabalhava como repositor num supermercado. Uma colega de trabalho disse que ele trabalhou até a tarde da segunda-feira dia (25) e não mais retornou: "Ele saiu dizendo que ia no hospital e não voltou mais", contou. Nos últimos dias ele foi  visto circulando pelas ruas aparentemente embriagado.

Imagem reprodução redes sociais
O corpo foi localizado por volta das 12 horas (meio-dia) por um rapaz conhecido como Bela. Não há informações se mais alguém estava com Leandro no açude quando ele se afogou. Assim que a notícia da morte se espalhou, diversas pessoas foram até o local. 

@ Nossa Voz - Por Rubenilson Nogueira / Colaborou Victor Santos

Santaluz registra 20 novos casos de Covid-19; total de ativos aumenta e chega a 340

Foto: Freepik

Foto: Freepik

Santaluz registrou 20 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 1.627 pessoas infectadas pelo coronavírus desde o começo da pandemia, segundo boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde na noite desta sexta-feira (29). 

A cidade não registrou nenhuma nova cura, segundo o boletim, e permanece com 1.267 pessoas recuperadas. Já o total de pacientes com o vírus ativo subiu de 320 para 340. Há ainda 118 suspeitas em investigação no município.

Notícias de Santaluz

Brasil de Pelotas 0 x 1 Vitoria - Melhores Momentos

             

sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

No encerramento da Série B, Vitória vence o Brasil de Pelotas

No encerramento da Série B, Vitória vence o Brasil de Pelotas
Foto: Carlos Insaurriaga / Divulgação/ GE Brasil

O Vitória se despediu da temporada com três pontos a seu favor. O Leão venceu o Brasil de Pelotas por 1 a 0, nesta sexta-feira (29), no Estádio Bento Freitas. O gol foi marcado pelo atacante Samuel, na etapa final.

 

Com o resultado, o Vitória terminou a Série B na 15ª posição com 48 pontos conquistados. Um aproveitamento de 42,1%.

 

O primeiro compromisso do Vitória na temporada será pelo Campeonato Baiano. O time rubro-negro vai estrear contra o Unirb, no dia 21 de fevereiro, fora de casa.

 

O JOGO

O jogo começou movimentado. A primeira chance foi do Brasil de Pelotas. Aos sete, Dellatore recebeu dentro da área e arrematou, mas Yuri fez grande defesa. Um minuto depois, Matheusinho balançou as redes, de voleio, porém o atleta do Xavante estava impedido e o gol foi anulado.

 

O Vitória criou sua primeira chance aos oito. Após cruzamento da direita, Júnior Viçosa emendou uma bicicleta, mas o goleiro Matheus Nogueira defendeu. O jogo era lá e cá. Aos nove, Bruno José invadiu a área e arrematou. A bola foi para fora.

 

O time rubro-negro passou a ter maior posse de bola e criar mais chances. Mas esbarrou no goleiro Matheus Nogueira. Aos 38, o jogo foi parado em razão de queda de energia em duas torres do estádio. A paralisação durou cerca de 20 minutos. No retorno, poucas chances criadas e o primeiro tempo terminou empatado sem gols.

 

Segundo tempo
O técnico Rodrigo Chagas promoveu mudanças no Vitória no intervalo. Ele tirou Alisson Farias e Júnior Viçosa para as entradas de Pedrinho e Samuel, respectivamente.

 

Após cobrança de falta aos seis, Pedrinho recebeu a bola e chutou, mas Matheus Nogueira defendeu. No rebote, Gerson Magrão arriscou e o goleiro do Xavante salvou novamente.

 

Aos 24, o Vitória abriu o placar. O Brasil de Pelotas vacilou na saída de bola, Soares Bolota fez a intercepção e Samuel ficou com a redonda. Ele chutou e saiu para comemorar seu primeiro gol como profissional.

 

FICHA TÉCNICA
Brasil de Pelotas 0 x 1 Vitória
Série B – 38ª rodada
Local: Bento Freitas, em Pelotas (RS)
Data: 29/01/2021 (sexta-fera)
Horário: 21h30
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Márcio dos Santos (RN) e Vinícius Melo de Lima (RN)
Cartões amarelos: Gabriel Santiago, Gerson Magrão e Pedrinho (Vitória); Diego Ivo e  Bruno Matias (Brasil de Pelotas)
Gol: Samuel (Vitória)

 

Brasil de Pelotas: Matheus Nogueira; Rodrigo Ferreira, Heverton, Diego Ivo e Mateus Mendes; Gustavo Cazonatti (Pablo), Bruno Matias (Rafael Vinícius) ,Matheus Oliveira e Bruno José (Wellissol) ;Matheuzinho (Luiz Felipe) e Dellatorre (Léo Ferraz). Técnico: Cláudio Tencati.


Vitória: Yuri; Leandro Silva, Mateus Moraes, Maurício Ramos e Leocovick (Rafael Carioca); Gerson Magrão, Dudu (Matheus Tenório) e Gabriel Santiago (Soares Bolota); Alisson Farias (Pedrinho), Júnior Viçosa (Samuel) e Ruan Nascimento. Técnico: Rodrigo Chagas.


Do Portal Bahia Notícias/por Glauber Guerra

Bolsonaro lidera todos os cenários para 2022 e vence nomes como Lula, Moro e Ciro

Bolsonaro lidera todos os cenários para 2022 e vence nomes como Lula, Moro e Ciro
Arte: Paulo Victor Nadal/Bahia Notícias

O presidente Jair Bolsonaro sai na frente nas intenções de voto na eleição presidencial de 2022 em cenários em que compete com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com o ex-ministro da Justiça Sergio Moro (sem partido) e Ciro Gomes (PDT). É o que mostram dados levantados pelo Instituto Paraná Pesquisas. 

 

No cenário 1, Bolsonaro aparece com 30,5% das intenções enquanto Moro ocupa o segundo lugar com 12%. Ciro aparece na terceira posição com 10,6%. Pontuam ainda Fernando Haddad (9,5%), Luciano Huck (8,1%), João Doria (5,4%), Guilherme Boulos (3,5%) e João Amoedo (2,9%).


No segundo cenário, Bolsonaro repete a posição de vantagem e soma 31% das intenções de voto. O nome do ex-presidente Lula teve 17,3% e ficou em segundo lugar. Moro teve 12,1% e Ciro Gomes 9,2%. 


Já no cenário de número 3, a disputa exclui Lula e Moro. A vantagem de Bolsonaro cresce e vai a 33,7%. Ciro Gomes aparece em seguida com 12,1% e Fernando Haddad se aproxima ao somar 11,7% das intenções de voto. Aparecem ainda Luciano Huck com 9,4%; João Doria com 6,7%; Mandetta com 3,8%; João Amoedo com 3,1% e em último lugar Flávio Dino e seu 1%. 


SEGUNDO TURNO
O Instituto Paraná Pesquisas também levantou dados sobre um eventual segundo turno, com embates diretos entre os nomes.

 

Quando a disputa é entre Jair Bolsonaro e Lula, o atual presidente do Brasil chega a 42,4% e o petista 35,7%. Brancos e nulos 18,5% e não souberam 3,4%. 

 

Já entre Bolsonaro e Moro, o cenário fica tecnicamente empatado. O presidente soma 39,1% e o ex-ministro da Justiça 37,6%.

 

A pesquisa Paraná ouviu 2002 eleitores durante os dias 22 a 26 de janeiro de 2021. A margem estimada de erro de aproximadamente 2,0%
para os resultados gerais.


Do Portal Bahia Notícias

Decreto que proíbe shows e aulas na Bahia é prorrogado até 7 de fevereiro

Decreto que proíbe shows e aulas na Bahia é prorrogado até 7 de fevereiro
Foto: Reprodução / JurisBahia

O governo do estado decidiu prorrogar o decreto que suspende os shows e as aulas nas unidades de ensino das redes pública e privada em toda a Bahia, em combate à proliferação do novo coronavírus. A prorrogação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (30) e valerá até o dia 7 de fevereiro de 2021.

 

O decreto ainda proíbe a realização de atividades com público superior a 200 pessoas, como passeatas, feiras, circos, eventos científicos, desportivos e religiosos. Shows e festas, públicas ou privadas, seguem proibidos independentemente do número de participantes.

 

Cerimônias de casamento e solenidades de formatura podem ser realizadas desde que limitadas a até 200 pessoas. A parte festiva desses eventos não está permitida.


Do Portal Bahia Notícias

Fila do INSS tem mais de 1,1 milhão de processos em fase de recurso

Fila do INSS tem mais de 1,1 milhão de processos em fase de recurso
Foto: Reprodução / G1

Mais de 1,1 milhão de processos em fase de recurso no INSS estão aguardando julgamento, segundo dados recebidos pelo IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário) do CRPS (Conselho de Recursos da Previdência Social) e confirmados pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho. Cerca de 70% deles são de benefícios por incapacidade envolvendo parecer dos peritos médicos federais.

Além dessa fila de recursos, o INSS tem mais de 1,2 milhão de pedidos à espera de resposta. Segundo a Previdência, outros 486.456 pedidos estão em exigência e dependem de documentação complementar do segurado para que o INSS possa completar a análise.

Segundo a presidente do IBDP, Adriane Bramante, há recursos esperando análise há mais de dois anos. Outros relatos dos especialistas em previdência incluem protocolos feitos em outubro de 2019 não concluídos até o momento, cumprimentos de exigência que não andam há mais de dois meses, recurso administrativo sem retorno desde abril de 2020 que não foram distribuídos porque estão esperando o INSS remeter para o CRPS e pedidos de BPC/ LOAS para deficientes desde 2019 sem análise.

A advogada alerta que um processo administrativo custa ao governo federal R$ 140 e um processo judicial R$ 3.800. "Por que não há investimento em tecnologia, cruzamento de informações e contratação de pessoal para que o sistema seja mais eficiente e evite o excessivo número de recursos e/ou judicialização?", questiona a especialista.

Para a advogada o sistema todo necessita ser remodelado e há uma urgência na reestruturação do CRPS para atender essa demanda.

Recursos

O segurado que recebe uma resposta negativa do INSS tem direito de recorrer da decisão em até 30 dias após tomar conhecimento do resultado.

A análise de recurso das decisões administrativas do INSS cabe ao Conselho de Recursos, que tem duas instâncias: a Junta de Recursos, que é a primeira, e a Câmara de Julgamento, que é a segunda.

De acordo com o INSS, o tempo de permanência do processo no órgão julgador não deve ultrapassar 85 dias, contados da data do recebimento até o encaminhamento do processo à origem.

O pedido deve ser feito na Central 135 ou pelo portal Meu INSS, site ou aplicativo de celular. Não é necessário ter advogado.

Pela internet, no site meu.inss.gov.br, é possível incluir documentos comprovando o direito ao benefício, além de uma carta com justificativas. No sistema, o segurado responde ainda a algumas perguntas e pode indicar, por meio de alternativas, o motivo de discordar da decisão do instituto.

Ao recorrer pela primeira vez (em primeira instância), é preciso optar por "recurso ordinário". Se o recurso for para segunda instância, a opção é "recurso especial".

Após ser recebido no órgão julgador, o processo é distribuído a um relator que tem a responsabilidade de analisar e relatar o processo. Após a inclusão em pauta dos autos será julgado pelo colegiado, formado por um representante do governo, um representante das empresas e um representante dos trabalhadores, presidido pelo representante do governo que assume a liderança do órgão julgador.

No caso de processos que envolvem matéria médica, a assessoria técnica médica analisa a documentação como atestados, exames complementares, laudos e pareceres médicos.

Após o julgamento, o processo é devolvido ao INSS em até 20 dias. Segundo o Regimento Interno do CRSS, o prazo para cumprimento das decisões é de 30 dias.

É possível acompanhar o andamento do recurso pelo Meu INSS. Ou pelo site https://consultaprocessos.inss.gov.br, informando o número do CPF.

Atrasados

O segurado que conseguir o benefício vai receber o valor retroativo desde a data do início do pedido, conhecido como atrasados. A quantia pode ser paga por meio de RPVs (Requisições de Pequeno Valor) ou precatório.

Dependendo do tempo que esperou a concessão, do total que receber de atrasados, de sua idade e cota de isenção, o segurado pode sofrer cobrança do Imposto de Renda sobre o valor.

Enquanto aguarda a conclusão do recurso, o segurado pode atingir regras mais vantajosas. Neste caso, pode ser vantagem fazer um novo pedido. Neste caso, abrirá mão dos atrasados do recurso.

"Como o processo está indeferido no sistema, ele [segurado] pode dar uma nova entrada, enquanto o processo fica paralelamente no recurso. E, se for concedido essa entrada, quando houver a conclusão do recurso, o INSS manda uma carta, para ele optar pelo benefício mais vantajoso, e faz o encontro de contas", orienta a advogada Adriane Bramante.


Do Portal Bahia Notícias/por Ana Paula Branco | Folhapress

PF investiga possível enriquecimento ilícito de ex-diretor do Denatran

PF investiga possível enriquecimento ilícito de ex-diretor do Denatran
Foto: Gabriela Bilo / Estadão

A Polícia Federal apura se um ex-diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) enriqueceu ilicitamente no período em que exerceu o cargo. Com salário líquido de R$ 5,5 mil, Carlos Magno de Oliveira é proprietário de uma casa avaliada em R$ 2 milhões, num condomínio fechado no entorno de Brasília. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 

Oliveira é funcionário público do governo federal desde 2006 e ocupou diversos cargos no Denatran. Em 2019, no início do governo de Jair Bolsonaro, chegou ao posto de diretor da autarquia de forma interina. No dia 4 de janeiro, porém, ele foi transferido para a Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia.

 

Na semana passada, ele foi alvo de uma operação que apura suspeita de desvio de dinheiro no órgão vinculado ao Ministério da Infraestrutura. Investigadores estiveram no imóvel em busca de documentos.

 

A investigação da qual ele é alvo apura se Oliveira, com a ajuda de outros funcionários, burlava o sistema de gravames do Denatran com a finalidade de desviar dinheiro público. O sistema é usado para registrar se um veículo está atrelado a algum tipo de contrato, como o de financiamento, servindo como uma garantia.

 

Segundo o Ministério da Infraestrutura, foi a própria pasta, por meio da Subsecretaria de Conformidade e Integridade (SCI), que encaminhou a denúncia à Polícia Federal. O ministério disse que Oliveira foi afastado do cargo, conforme determinação da Justiça Federal.

 

Localizado em Cidade Continental, em Goiás, o condomínio onde foi realizada a operação de busca e apreensão abriga casas amplas, com jardim e inclusive piscina, em alguns casos, em uma região próxima à floresta nativa. A entrada do condomínio é reforçada com muros e grades. Seguranças vigiam o local 24 horas por dia e os moradores só entram após apresentar um cartão de acesso às dependências.

 

A Operação Gravame, deflagrada na semana passada pela PF, investiga se Oliveira e outras pessoas ligadas a ele utilizaram uma empresa “fantasma” para lavar dinheiro público desviado do Denatran.

 

As apurações iniciais feitas internamente pela própria pasta indicaram que Oliveira apresentou crescimento patrimonial e efetuou gastos incompatíveis com sua renda. “(A operação) teve como origem apuração enviada pelo Ministério da Infraestrutura, no âmbito do programa Radar Anticorrupção, em conjunto com a Controladoria Geral da União (CGU)”, disse o Ministério da Infraestrutura por meio de nota.

 

“As investigações iniciais levantadas pela própria subsecretaria do Ministério da Infraestrutura (MInfra) demonstraram que o servidor suspeito, alvo da operação, apresentou crescimento patrimonial e realização de gastos incompatíveis com sua renda. A Justiça Federal determinou o afastamento preventivo do servidor público suspeito de suas funções pelo prazo inicial de 30 dias. No entanto, ele já está afastado de suas funções no MInfra desde agosto de 2019 e responde a processo administrativo por improbidade”, informou a nota. “Os detalhes das investigações estão a cargo da Polícia Federal. O Ministério da Infraestrutura é a origem da investigação e não o alvo”.


Do Portal Bahia Notícias

Projeto de lei propõe mudança nas regras para eleição em primeiro turno

Projeto de lei propõe mudança nas regras para eleição em primeiro
Foto: Cláudia Cardozo/Bahia Notícias

Tramita da Câmara dos Deputados um projeto de lei de autoria do deputado Rubens Otoni, do PT de Goiás, que propõe alteração nas regras de eleição em primeiro turno. A proposta sugere que a vitória seja reconhecida caso o candidato a prefeito, governador e presidente obtiverem mais de 40% dos votos válidos e vantagem acima de 10% em relação ao segundo colocado.

 

Atualmente, vence no primeiro turno os candidatos que conseguem pelo menos 50% mais 1 dos votos válidos – quando são descontados, do total, brancos e nulos. Também se aplica o segundo turno apenas em cidades com, no mínimo, 200 mil eleitores. 

 

“No cenário em que o líder se consolida em posição de franco favorito, reduzindo o segundo turno a uma formalidade, não convém, tanto ao sistema democrático quanto ao interesse público – sobretudo sob a égide do legítimo, oportuno e mais democrático modelo de financiamento público de campanha –, a realização de segundo turno”, diz o parlamentar ao justificar a proposta. 


Do Portal Bahia Notícias