SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

sábado, 2 de outubro de 2021

Após liberação de eventos esportivos, ciclismo voltará a Salvador no dia 31 de outubro

Após liberação de eventos esportivos, ciclismo voltará a Salvador no dia 31 de outubro
Foto: Divulgação / Sudesb

Com a liberação dos eventos esportivos protocolada pelo prefeito Bruno Reis (DEM) (lembre aqui), o ciclismo já tem data para retomar suas competições em Salvador. No dia 31 de outubro, a capital baiana receberá o GP Bahia da modalidade, na praia de Jaguaribe. 

 

A Federação Bahiana de Ciclismo (FBC) já entrou com o projeto na Central de Licenciamento de Eventos (CLE), comandada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (SEDUR), e está atendendo às solicitações feitas pelo órgão, como os protocolos de biossegurança para prevenção da Covid-19. As inscrições já estão abertas e devem ser feitas até o dia 23 deste mês, e serão oferecidos R$ 15 mil em prêmios. 

 

Outro evento está previsto ainda para o dia 7 de novembro: o Desafio Bahia de Ciclismo. Ele deveria ter acontecido em 2019, mas, por conta da pandemia de Covid-19, teve de ser adiado. O campeonato também já está na CLE, mas ainda não teve suas inscrições abertas. 

 

Para o presidente da FBCiclismo, Orlando Schmidt, a volta dos eventos esportivos em Salvador é importante para a retomada do setor. "Foram meses difíceis. Porque a fonte de receita vem de atletas filiados, de eventos, de taxa de arbitragem, e a gente ficou sem fazer isso. Parou tudo. Tivemos algumas despesas para manter, como aluguel de sala, condomínio, internet, etc. Contudo, no início do ano tivemos algumas filiações de atletas e deu para dar uma respirada", afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

O período de exceção ocorreu entre outubro e dezembro de 2020, quando algumas competições ainda foram realizadas. Porém, com a segunda onda da pandemia, "atrapalhou tudo de novo". Os eventos na Bahia voltaram só em agosto, e agora retornarão à capital do estado. 

 

"As federações de ciclismo e triathlon foram a uma reunião com o pessoal da Saltur [Empresa Salvador Turismo] para ver como e quando seria a retomada, já que o governador tinha liberado eventos com um número mínimo de pessoas. O pessoal foi bem solícito e disse que isso iria acontecer, como aconteceu", destaca Orlando. 

 

Além do asfalto da cidade, a Federação Bahiana de Ciclismo costuma utilizar o Centro Administativo da Bahia (CAB) para realizar eventos. Há também uma pista de bicicross próxima à praia do Corsário, que fica entre Boca do Rio e Pituaçu. Lá, são realizados os campeonatos da modalidade. 

 

Na Olimpíada de Tóquio-2020, não houve participação de nenhum baiano. A atleta Paola Reis, do bicicross, era presença certa nos Jogos, mas, devido a um problema para comprovar o período de quarentena obrigatório que deveria ser realizado antes de ir à capital japonesa, ela ficou de fora. 

 

Outro baiano que vem se destacando no esporte é Ulan Galinski. Em 2020, ele alcançou a melhor colocação do Brasil no Campeonato Mundial de Moutain Bike (MTB) 2013 - 14ª colocação, e é tido como uma das principais esperanças para o futuro.


Do Portal Bahia Notícias/por Nuno Krause

Nenhum comentário: