SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

quinta-feira, 30 de setembro de 2021

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos e 2 mulheres conduzidas à delegacia em Santaluz durante operação que apura fraudes no Detran

Ação da Polícia Civil contra ex-funcionários do Detran cumpre cinco mandados de busca e apreensão em Santaluz | Foto: Divulgação/Polícia Civil

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Santaluz nesta quinta-feira (30) durante a operação que investiga ex-servidores do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran) envolvidos em falsificação de sentenças de defesa de infração de trânsito. Oito mandados foram cumpridos em Salvador. Computadores, celulares e documentos foram recolhidos durante a ação. Não foram divulgados os nomes dos alvos.

Participaram da ação equipes da Polícia Civil de Santaluz e do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), por meio da Delegacia dos Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap).

De acordo com o delegado de Santaluz, Edemir Luchini, as investigações apontam que pessoas próximas a uma ex-funcionária do Detran em Salvador, que é natural de Santaluz e suspeita de liderar o grupo, emprestavam contas bancárias para que ela recebesse o dinheiro arrecadado com o suposto esquema fraudulento. Conforme o delegado, duas mulheres foram conduzidas para a delegacia. Elas prestaram depoimento e depois foram liberadas.

Computadores, celulares e documentos foram recolhidos durante a ação | Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil detalhou que cada sentença falsificada dava o direito de sacar em média R$ 20 mil, sendo que somente uma mulher, um dos alvos da ação desta quinta-feira, recebeu R$ 250 mil. A polícia detalhou ainda que para promover as fraudes o grupo atuava com falsificação de documentos públicos, inserção de documentos falsos em sistema de informação e estelionato. 

A Operação Santaluz faz parte da Operação Cangalha, que consiste em uma série de ações de enfrentamento a organizações criminosas em todo o Nordeste do Brasil, por meio da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça (SEOPI/MJ).

Notícias de Santaluz

Nenhum comentário: