SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

sexta-feira, 23 de abril de 2021

PF faz operação contra quadrilha que pratica furtos em terminais de autoatendimento da Caixa

Operação foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (23), em Sorocaba | Foto: Polícia Federal/ Divulgação

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (23) uma operação contra uma organização criminosa suspeita de praticar furtos em terminais de autoatendimento de agências bancárias da Caixa Econômica Federal.

O grupo é investigado pelas unidades da Polícia Federal em Sorocaba (SP) e Caxias do Sul (RS), por furtos praticados em diversos estados do Brasil, de forma “nômade”, mas com base no estado de São Paulo.

Nesta sexta-feira serão cumpridos seis mandados de prisão e 14 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo (SP) e Vitória da Conquista (BA), onde estaria parte da quadrilha. Além disso, também haverá medidas cautelares para sequestro de bens da organização criminosa.

Em Sorocaba, as investigações tiveram início a partir da prisão em flagrante de um homem em agosto de 2020. Depois, foram quatro homens e duas mulheres foram presos em flagrante durante ataques a Caixa Econômica Federal em Americana, Alumínio e Sorocaba.

Em Caxias do Sul, as investigações começaram em janeiro deste ano, a partir da ação da organização criminosa contra nove agências da Caixa na Serra Gaúcha. Na sequência, o grupo prosseguiu no Rio Grande do Sul com ataques a outras agências nas regiões da Grande Porto Alegre e do litoral gaúcho.

Nos meses de março e abril deste ano, oito homens e três mulheres integrantes da organização foram presos em flagrante em Vitória da Conquista (BA) e nas cidades de Igarassu e Recife, em Pernambuco.

Nesta sexta-feira, cerca de 60 policiais federais participam da ação, além do apoio da DELEPAT, da Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo.

Os investigados responderão pela prática dos crimes de furto qualificado, organização criminosa e outros crimes que podem ser identificados na sequência das investigações.

Do Portal NS/Fonte:G1 Sorocaba e Jundiaí

Nenhum comentário: