Água Mineral Pereira

Água Mineral Pereira

SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Torcida do Bahia defende jogador que diretoria condenou sem provas

Grande parte da torcida do Esporte Clube Bahia não digeriu bem a decisão do clube de afastar o meia Índio Ramírez que esta sendo acusado de praticar injúria racial.

Muitos estão indignados com o presidente Guilherme Bellintani que afastou o atleta sem ter nenhuma prova da prática do crime.

Na manhã desta segunda-feira (21), foi grande a participação dos torcedores pedindo o cancelamento do "Plano Sócio Torcedor", porque não concordam com tal atitude da direção do time.

Um destes exemplos foi Igor Oliveira, da cidade de Serrinha. Na postagem ele diz que o motivo do cancelamento é que o clube se tornou uma ONG de ações lacrativas.

Ele acrescenta: "O Esporte Clube Bahia condenou sem prova material, audiovisual e testemunhal o seu próprio jogador por crime de racismo". E completa que ao acusador [Gerson] cabe o ônus da prova.

Já Anderson de Castro solicitou a alteração de plano de sócio optando apenas por ficar como sócio patrimonial e solicitou o cancelamento de sócio das filhas (Esquadrãozinho) em definitivo.

"O Esporte Clube Bahia hoje passou de todos os limites, julgando e condenando", disse Anderson Castro que acrescentou que quando voltar a ser um clube que pense grande ele passa a frequentar os estádios, novamente.

Estes são alguns dos exemplos de torcedores revoltados com a atitude precipitada do presidente e Igor Oliveira também disse que quando o clube encontrou um meia de qualidade para ajudar o Bahia a sair desta situação incômoda, o presidente vai e pune.

Índio Ramírez, inclusive foi elogiado pela crônica esportiva do sul e sudeste do pais que disse que o futebol brasileiro encontrou um grande meia.

Vale salientar que não somos a favor de qualquer tipo de preconceito, racismo ou algo que venha denegrir nenhum ser humano e queremos a apuração dos fatos. Quem errar que pague pelos seus erros. Caso Índio Ramírez tenha cometido o crime que ele pague, mas se não tiver, que o acusador também seja punido e pague o preço da acusação infundada!


Por Cival Anjos

Nenhum comentário: