SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Votação de Jaqueline da Rádio é destaque e um dos assuntos mais falados no município de Serrinha-Ba nos últimos dias

A eleição deste ano em Serrinha-Ba apresentou algumas novidades. A nova composição da câmara terá caras novas, a exemplo de Thiaguinho (PP), Bode (PSB), Edvaldo de Zé de Kelé (SD), Ícaro Tolentino (MDB), Jota Filho (SD), Ito Cardoso (PT) e Lucas Marciel (PT).

No entanto, o que ganhou mais destaque foi a votação expressiva de Jaqueline Souza, ou como é conhecida, Jaqueline da Rádio (PSD).

O grande destaque é por ter sido uma campanha sem recurso financeiro e ficou entre os 17 mais votados do município, dentre os mais de trezentos candidatos que foram para o pleito que aconteceu, extraordinariamente,  dia 15 de novembro.

Em Serrinha são 17 vereadores eleitos e ela não ficou com uma das vagas, pelo fato de Bode e Jota Filho terem entrado com menor votação por causa da somatória de votos e os cálculos que são feitos. Porém ela ficou na primeira suplência.

Na campanha de Jaqueline da Rádio, os serrinhenses podem ter descoberto uma nova modalidade de fazer política. Se é que podemos denominar, o grupo de Jaqueline inventou a "Candidatura Coletiva", onde várias lideranças e amigos(as) se uniram em torno de um único nome, com o objetivo de eleger um representante e, de forma direta, quase deu certo, pois ela obteve 623 votos nas urnas.

Mulher, negra e sem dinheiro para investir como a maioria faz, ela não se intimidou e aceitou representar esta candidatura que foi construída nas bases e entre os amigos e amigas que se doaram intensamente tendo por objetivo único lhe eleger.

Incorporada a esta base sólida estavam pessoas que também almejam um dia conquistar uma vaga de vereador na câmara municipal de Serrinha, mas que viam em Jaqueline a possibilidade de aglutinar mais pessoas que viessem somar uma quantidade de votos necessária para garantir uma eleição, porém a quantidade elevada de candidatos no município acabou diminuindo a votação de todos.

Segundo relatos, esta foi uma das campanhas mais bonitas já vista por um(a) candidato(a) onde as pessoas se doaram por amor e sem pedir nada em troca para a candidata, apenas com o intuito de terem uma verdadeira representante.

Além disto, o nível de aceitação foi fora do comum. Uma rejeição baixíssima sendo elogiada, inclusive, pelos eleitores dos candidatos concorrentes que lhes desejavam sucesso e lamentavam não poder votar por já terem firmado compromissos com os seus candidatos.

Nos seus diálogos pessoais ou via redes sociais, a palavra de ordem de Jaqueline  da Rádio é "Gratidão", porque segundo ela, apesar de não ter conseguido ser eleita, mas ela ver a votação expressiva como uma vitória das mulheres, do povo negro e dos pobres.

Muitas pessoas não acreditavam na sua boa performance nas urnas e no início diziam que ela não tinha condição de chegar, inclusive, pessoas erraram seus palpites nestas loterias de apostas onde são colocados os nomes dos candidatos. Serve de lição para todos não julgarem as pessoas como incapazes, apenas por as mesmas não terem um certo poder aquisitivo!

No decorrer da campanha, muitos que não criam que Jaqueline pudesse ter boa votação começaram ver a campanha na rua, com seus eleitores e apoiadores defendendo e propagando seu nome e também começaram a incluí-la já entre os favoritos. Porém os primeiros a acreditar foram os seus apoiadores que largaram propostas vantajosas para focar e defender um projeto novo e todos são dignos de receber os parabéns, como Jaqueline sempre faz!

Jaqueline Souza, ou Jaqueline da Rádio é natural de Juazeirinho em Conceição do Coité, mas há muitos anos que mora em Serrinha e há um bom tempo é gerente da Rádio Continental AM. Já trabalhou para vários candidatos a vereador e deputados, sempre conseguindo êxito em suas campanhas.

Esta foi a primeira vez que ela colocou seu nome para julgamento popular tendo a aprovação do eleitor com 623 votos. A partir de agora, os entendidos da política local vão olhar Jaqueline com um olhar diferente, inclusive, alguns que ela já apoiou, mas talvez nunca tenham reconhecido os votos que ela conseguiu para estas pessoas se elegerem.

Jaqueline faz um trabalho muito bonito ajudando as pessoas que mais precisam  e boa parte destas pessoas souberam reconhecer. Este seu lado humano vem de berço. Ela aprendeu com a sua mãe dona Rita (em memória).

Ela sempre relata que sua mãe teve 12 filhos e criou mais 18. A partir dali todos na família aprenderam a partilhar e isso se desenvolveu dentro dela que está sempre apta a servir não só as pessoas de Serrinha, mas de qualquer cidade, basta só ela presenciar a necessidade ou dificuldade da pessoa que já se prontifica a ajudar.

"A partilha é um dom que devemos cultivar dentro de nós e estar sempre disposto a servir", diz Jaqueline da Rádio que não perde tempo e já pede o apoio de todos para a campanha "Natal Solidário" da rádio Continental AM de Serrinha, com doações de alimentos, roupas, brinquedos e outros.

Por Cival Anjos

2 comentários:

Unknown disse...

Ela faz um trabalho social muito bom. Bateu na trave como se diz na gíria. Quem sabe na próxima?

Aloisia Carneiro disse...

Permita-me discordar de vc, Civia. Jaqueline há 16 anos é a pessoa de confiança do Conselheiro e ex deputado por 4 mandatos Plínio Carneiro. Ele próprio me disse que ela estava com boa estrutura dada pelo Prefeito de Lamarao com carros e outros recursos para fazer um trabalho assistencial. O Conselheiro e ex deputado, meu querido ti Plínio estava apoiando ela, inclusive pediu votos na família, além de ajudar financeiramente.
Isso por se só já é um apoio que sai da seara de "amigos", ela teve como manto o nome do maior político de nossa cidade, um nome de respaldo e grande respeito ao longo de 7 décadas. Ele esperava muito mais, pelo que me disse, contava com pelo menos uns 1500 a 1600 votos, dada a estrutura e trabalho assistencial que ela fazia além de ter por trás o nome dele, a gerência da radio continental por alguns bons anos.


Saudações democráticas Aloisia Carneiro