SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

Jaqueline da Rádio agradece os 623 votos

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Manifestantes protestam em São Paulo contra imunização obrigatória da Covid-19 e vacina chinesa

 Foto: REUTERS/Amanda Perobelli

Foto: REUTERS/Amanda Perobelli

Mais de 300 pessoas se reuniram na Avenida Paulista neste domingo para protestar contra a defesa do governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), à imunização obrigatória contra a Covid-19 e contra a potencial vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac, que será produzida pelo Instituto Butantan. 

Doria já defendeu tornar a vacinação obrigatória quando as vacinas estiverem disponíveis, o que levou a críticas do presidente Jair Bolsonaro, que prometeu que ela será voluntária. O presidente também vetou um acordo por meio do qual o Ministério da Saúde iria comprar 46 milhões de doses da vacina da Sinovac, a fim de ser incluída no Programa Nacional de Imunização. 

O caso foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF), após a Rede Sustentabilidade pedir uma liminar para obrigar o governo federal a comprar a vacina produzida pelo Butantan. Em outra ação, o PDT quer que o Supremo garanta a competência de Estados e municípios de promover a vacinação obrigatória contra a Covid-19. 

Em São Paulo, a vacina da Sinovac está sendo testada como parte da fase 3 dos testes clínicos com suporte do governo de Doria e de instituições locais. O Brasil tem o terceiro maior número de infecções por coronavírus com 5,5 milhões de casos, depois de Estados Unidos e Índia.

Do Portal NS/Fonte: Reuters

Nenhum comentário: