Água Mineral Pereira

Água Mineral Pereira

SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Casos de chikungunya crescem 434% na Bahia entre 2019 e 2020

Mosquito aedes aegypti, vetor de doenças como dengue, febre amarela, chikungunya e zika virus | Foto: Pixabay
Mosquito aedes aegypti, vetor de doenças como dengue, febre amarela, chikungunya e zika virus | Foto: Pixabay
O número de casos notificados de chikungunya na Bahia passou de 4.365, entre dezembro de 2018 e junho de 2019, para 23.311 entre dezembro de 2019 e junho de 2020, o que representa um aumento de 434%, segundo levantamento feito pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). 

Conforme a pasta, não houve nenhum outro país, em todo o mundo, com mais casos da doença em junho desse ano que o Brasil, de acordo com o Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças, órgão de vigilância da União Europeia. Entre os mais de 40 mil casos no país, a maioria está na Bahia. 

De acordo com o Ministério da Saúde, 41,5% das notificações foram registradas no estado. Ainda segundo a Sesab, 261 municípios baianos notificaram casos da doença causada pelo mosquito Aedes aegypt, sendo que 41 deles apresentaram incidência maior ou igual a 300 casos para cada grupo de 100 mil habitantes. 

Até o momento, três óbitos por complicações provocadas pela chikungunya foram confirmados laboratorialmente, todos ocorridos em Salvador.
Notícias de Santaluz

Nenhum comentário: