SSS Fardamentos Serrinha

SSS Fardamentos Serrinha

TERRENO

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO DUAS TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS (
Contato com Cival Anjos: 75-99121-4433)

sábado, 17 de dezembro de 2016

Serrinha: Escola de música do Bairro Colina das Mangueiras faz matrícula nesta segunda-feira (EMARTES)

Esta é a oportunidade! Se você gosta de música e sonha com seu filho sendo um grande músico, matricule ele na Escola de Músicas EMARTES, que fica no Bairro Colina das Mangueiras, em Serrinha. 

A direção e professores estão comunicando que para o ano de 2017, as matrículas acontecerão nesta segunda-feira (19/12), durante todo o dia.

Por Cival Anjos

Contido, Jô Soares evita clima de despedida em seu último programa na Globo

Contido, Jô Soares evita clima de despedida em seu último programa na Globo
Foto: Carol Caminha/Gshow
Jô Soares agiu como se fosse um dia de trabalho como outro qualquer. Na tarde desta sexta-feira (16), entrou no estúdio da Globo, em São Paulo, para gravar a última edição do Programa do Jô, no ar desde 2000. 

Na plateia, apenas amigos e convidados. Em seu sofá, o cartunista Ziraldo, que concedeu a ele sua 24ª entrevista. O papo fluiu. O clima de despedida, no entanto, parecia estar mais presente nos olhos de quem o via. Contido, ele se privou do discurso carregado de emoção sobre o 'fim de uma era'. Fugiu das lágrimas, mas não conseguiu escapar dos aplausos e dos gritos da plateia. Ao som de "Smoke on the Water", do Deep Purple, e de terno branco, Jô Soares entrou dançando. "Estamos estreando...", brincou. "Antes de tudo, quero agradecer ao Silvio Santos por esse programa que modificou a minha vida", disse Jô ao entrar no estúdio. 

Em seguida, justificou a escolha de Ziraldo para encerrar seu ciclo na Globo. Disse que em todos os anos, desde sua estreia como apresentador, no SBT, entrevistou o cartunista, que confessou ter telefonado para a produção do programa para saber quando seria entrevistado pelo amigo, pois só ouvia falar sobre o fim da atração e, até então, ninguém o havia convidado. Foi quando lhe disseram que ele seria o último a sentar no sofá de Jô.


Jô recebeu abraço do amigo Ziraldo | Foto: Carol Caminha/Gshow
Ziraldo embarcou no momento histórico e exibiu uma pasta com desenhos que fez de Jô Soares ao longo dos anos, e contou as histórias por trás de cada arte. Além disso, aproveitou para divulgar seu novo livro. 

"Ele não tem vergonha na cara, ele veio só porque queria lançar um livro", brincou. No meio da conversa, Jô falou sobre uma conversa bem-humorada que teve ao telefone com Ziraldo, e deixou no ar sua intenção de seguir trabalhando na TV. "Ele já me ligou nesse ano dando ideia para o próximo programa", brincou. A atração imaginada por Jô teria ele, Luis Fernando Veríssimo, Zuenir Ventura e Ziraldo como apresentadores, e se chamaria Não Confie em Ninguém com Menos de 70 Anos. A plateia foi aos risos. 

Durante os intervalos da gravação, os telões do estúdio foram tomados por trechos de momentos históricos do Programa do Jô, como a entrevista com Roberto Marinho (1904-2003), realizada no jardim da casa do dono da Globo, e exibida na primeira edição do talk-show, no ano de 2000.

Antes de encerrar, Jô frisou que sente muito orgulho de ter recebido pessoas comuns em seu sofá. Exibiu uma entrevista com Tereza Batista, uma senhora de Porto Alegre, que só o reconheceu no fim da conversa. "O que mais me orgulho de ter feito no programa foi ter estabelecido um tratamento igual para todo mundo. Não podia receber um ministro e chamar de senhor, depois um motorista e chamar de você", disse. 

Também lembrou da entrevista realizada com Luís Carlos Prestes (1898-1990), e se orgulha de ter sido o único a conseguir arrancar do militar a confissão de seu amor por Olga Benário (1908-1942). Jô fez diversos agradecimentos. Lembrou-se, por exemplo, do amigo já falecido, o jornalista Evandro Carlos de Andrade. "Desde o tempo que trabalhava no Estadão éramos muito amigos e foi um dos responsáveis por fazer a aproximação da minha volta à TV Globo", foi praticamente o único momento em que deixou a voz embargar. 
Falou também de Marluce, Wellington Magalhães, sua banda e, claro, da plateia. "Sem vocês eu não sou nada", declarou. Jô recebeu uma homenagem do músico Rafinha Acústico, que compôs uma canção sobre o programa. Jô se despediu com um 'até logo' e, desta vez, mandou um 'grande beijo do gordo'.

Do Portal Bahia Notícias/por Luiza Pollo | Estadão Conteúdo

Estudo indica que 1 em cada 8 pilotos sofrem depressão

Estudo indica que 1 em cada 8 pilotos sofrem depressão
Foto: Divulgação
Um estudo publicado esta semana no periódico científico Environmental Health revelou que 1 em cada 8 pilotos sofrem de depressão. A investigação, realizada por pesquisadores da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, evidenciou ainda que muitos deles omitem a doença, temendo perder o emprego. 

Com o objetivo de entender a saúde mental dos profissionais das companhias aéreas, os pesquisadores aplicaram questionários anônimos via internet, com perguntas variadas, incluindo temas como trabalho, saúde e depressão. 

Aproximadamente 3,5 mil pilotos responderam ao questionário, mas somente 1.850 completaram as questões relacionadas à saúde mental. Dentre os 1.430 que disseram atuar como pilotos nos sete dias anteriores à pesquisa, 13,5% informaram o estado mental: 12,5% admitiram “depressão provável” e 4,1% deles, disseram ter pensamentos suicidas nas duas semanas anteriores. 

Os estudos revelaram ainda que os sintomas de depressão foram mais verificados em pilotos que usavam muita medicação para dormir e entre aqueles que sofriam assédio verbal ou sexual. “É obvio que a depressão é subtratada entre os pilotos. Espero que as discussões após o acidente da Germanwings tenham ajudado os pilotos a buscar ajuda de forma mais aberta”, disse o pesquisador Alpo Vuorio, da Universidade de Helsinque, que não atuou neste estudo específico, referindo-se ao caso ocorrido em 2015, quando o copiloto derrubou um avião nos Alpes Suíços.

Do Portal Bahia Notícias

Pescadores apontam que ambulantes usam formol para comercializar peixes em Guarajuba

Pescadores apontam que ambulantes usam formol para comercializar peixes em Guarajuba
Foto: Betina Carcuchinski/ PMPA
Pescadores de Guarajuba apontam que vendedores ambulantes da região usam formol para comercializar peixes. O consumo do alimento pode estar relacionado ao aparecimento da Doença de Bornholm, que deixa urina de pacientes escura e provoca dor muscular intensa (veja mais). 

"Um grupo de seis pessoas compra peixe de má qualidade em Salvador e traz até aqui para vender aos turistas. Vendem em baldes com água e formol", afirma o presidente da Associação de Pescadores de Guarajuba e Monte Gordo, Raimundo da Cruz, em entrevista ao Jornal Correio. 

Todos os 11 pacientes em acompanhamento médico na Bahia por conta da Doença de Bornholm disseram ter comido carne do peixe Olho de Boi antes ou durante o surgimento dos sintomas (veja mais). Pescadores de Guarajuba também alegam que vendedores mentem sobre a espécie dos peixes comercializados e usam estratégias como sujar o peixe de areia para fingir que ele está fresco. 

O governo do estado, através da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), emitiu um alerta epidemiológico sobre a doença orientando os profissionais a como tratar da doença. No alerta, a Sesab notificou nove casos suspeitos em pessoas de três famílias diferentes.

Do Portal Bahia Notícias

Cobrança por bagagem será válida para quem comprar passagem a partir de 14 de março

Cobrança por bagagem será válida para quem comprar passagem a partir de 14 de março
Foto: Reprodução / Jornal da Orla
A cobrança para despachar bagagem, o prazo para devolução após extravio e as demais regras de transporte aéreo aprovadas na última terça-feira (13) pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) só serão válidas para quem comprar passagens a partir do dia 14 de março. 

Ou seja, se os bilhetes forem comprados até esse prazo limite, as normas atuais é que estarão em vigor, mesmo nos casos em que a data de viagem seja posterior a essa data. "O que vale é o contrato que o passageiro aceitou no momento da compra", afirma Fernando Feitosa, gerente de regulação das relações de consumo da Anac. 

De acordo com a norma atual, os passageiros têm o direito de despachar uma mala de até 23kg nos voos nacionais e duas de até 32kg nos internacionais sem que sejam cobradas taxas adicionais. 

A nova regra prevê que as empresas podem cobrar uma taxa específica para a bagagem (entenda o caso). No caso de extravio, que tiver passagem comprada até o dia 13 do mês em questão vai contar com 30 dias de espera para receber a devolução. Depois disso, o prazo máximo de entrega será de sete dias e mais sete para a indenização.

Do Portal Bahia Notícias

Governo Temer planeja jornada de trabalho flexível para reduzir desemprego

Governo Temer planeja jornada de trabalho flexível para reduzir desemprego
Foto: Beto Barata / PR
Como estratégia para reduzir a taxa de desemprego no país, o governo do presidente Michel Temer pretende criar uma jornada de trabalho flexível, que permita a contratação de trabalhadores por hora de serviço. 

Assim, o empregador tem a possibilidade de escalar um funcionário em determinada horário de trabalho e em diferentes dias da semana. Por outro lado, o funcionário consegue manter mais de um emprego, recebendo seus direitos trabalhistas de forma proporcional. 

De acordo com a Folha de S. Paulo, os defensores da medida provisória afirmam que, se aceita, a proposta entrará em vigor imediatamente após seu anúncio - previsto para a próxima semana. O objetivo é aproveitar o período do ano em que há maior contratação de trabalhadores temporários.

Do Portal Bahia Notícias

General admite intervenção militar se houver clamor das ruas: “É um caso a se pensar”

O general da reserva Rômulo Bini Pereira, ex-chefe do Estado Maior do ministério da Defesa, admitiu a intervenção militar como saída para a crise política que envolve os três Poderes da Republica. 
Em artigo publicado nesta quinta-feira (15) no jornal O Estado de S. Paulo (leia íntegra abaixo), o militar escreve: “Se o clamor popular alcançar relevância, as Forças Armadas poderão ser chamadas a intervir, inclusive em defesa do Estado e das instituições”.
Um dos mais influentes militares das gerações que atuaram durante a ditadura militar, o general faz uma análise da situação política brasileira, critica o Congresso Nacional e até o governo. Segundo ele, a elite política empurra o Brasil para o brejo. Sob o título de “Alertar é Preciso 2”, o artigo do general diz que as Forças Armadas serão a “última trincheira defensiva desta temível e indesejável ida para o brejo”. E conclui: “Não é apologia ou invencionice. Por isso, repito: alertar é preciso”.
No longo artigo, o general faz uma análise da situação política no Brasil e no Mundo. Critica o Congresso por ter acrescentado punições ao Judiciário entra as medidas de combate à corrupção propostas pelo Ministério Público. Sem citar o nome, lembra que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), é réu por peculato e afrontou uma decisão de um ministro do Supremo que determinou seu afastamento do cargo, por estar na linha sucessória presidencial. Também citou “um grande número de parlamentares envolvidos em processos judiciais”.
Sobre o Judiciário, o general diz que a sociedade ainda confia nos juízes de primeira instância, mas coloca em dúvida a atuação dos tribunais superiores. “Nas instâncias superiores o quadro é diferente”, escreveu. Aproveitou para criticar o foro privilegiado, direito das autoridades de serem julgadas exclusivamente pelo STF – o que, segundo ele, acarreta sobrecarga e morosidade nos processos julgados pelo Supremo. Diz que o Judiciário está contaminado pela política partidária.
General Bini considera ainda que o país enfrenta uma “desgraça sem precedentes” e tenta profetizar: “É nesse cenário de ‘desgraças’ que as instituições maiores e seus integrantes deverão ter a noção, a consciência e a sensibilidade de que o país poderá ingressar numa situação de ingovernabilidade, que não atenderá mais aos anseios e às expectativas da sociedade, tornando inexequível o regime democrático vigente”. E insinua: “É um caso, portanto, a se pensar”.
Reincidente
Esse não é o primeiro artigo do general Bini fazendo análise política e propostas de solução. Em novembro de 2015, ele escreveu outro texto e o veiculou no mesmo jornal, com o mesmo título, em que fazia uma análise também catastrófica da situação política daquele momento.
No texto do ano passado, o militar lembra que um colega general, em documento interno, alertou para o agravamento da crise institucional, que poderia conduzir o país a uma “caótica conjuntura”. “Nesse casão, as Forças Armadas teriam de ser empenhadas e, por isso, deveriam estar adestradas”, escreveu.
O general Bini está na reserva e não tem qualquer comando de tropa. Seu artigo representa o que pensa uma minoria mais barulhenta de oficiais das Forças Armadas, formada por generais e coronéis saudosistas que viveram a ditadura militar (1964-1985).
Fontes das Forças Armadas garantem que o discurso político do general não tem eco na caserna atual, formada por gente profissionalizada, de outra geração. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, leu o artigo do general logo cedo, mas nada comentou. Há uma semana o comandante do Exército, general Eduartdo Vilas Boas, chamou de “tresloucados” e “malucos” quem pede intervenção militar para resolver a crise.
Leia a íntegra do artigo veiculado nesta quinta-feira (15):
Alertar é preciso 2
Rômulo Bini Pereira
General da Reserva

A renomada escritora e jornalista Cora Rónai, em lúcido artigo, fez um alerta: ‘(…) um país vai para o brejo aos poucos construindo uma desgraça ponto por ponto (…). Felizes palavras em face do momento crítico pelo qual passa a Nação brasileira. Em cima de um conhecido ditado popular, ao citar o termo brejo, fez uma sutil alusão a indicar para onde caminha o Brasil.
A inesperada e incorreta invasão promovida recentemente na Câmara dos Deputados por um grupo de manifestantes é uma dessas ‘desgraças. Membros do governo, lideranças políticas e a imprensa expressaram seu desacordo e sua indignação quanto à invasão e enquadraram o grupo de manifestantes como representantes da direita e, até para alguns, da ‘extrema direita. Esse enquadramento teve como origem a utilização de palavras de ordem que exigiam intervenção militar. O ministro da Defesa declarou que os militares não aprovaram o ato e permanecem em observância dos preceitos constitucionais, atitude que as Forças Armadas vêm adotando desde 1985.
A invasão suscita, entretanto, algumas considerações em razão do cenário político não só do País como do mundo. Os adeptos da adoção de uma intervenção militar vêm crescendo visivelmente. Não se tem conhecimento se são adeptos de uma ação direta manu militari ou de um apoio total e participativo num novo governo não eleito pelo voto popular. São cidadãos de meia-idade que conviveram com o regime militar e consideram o período de proveito para a sociedade brasileira. Por terem a mesma visão, a eles se juntam jovens revoltados e sem esperanças de melhoras na crise que o País vive. Já não se intimidam com o patrulhamento e com o ‘politicamente correto tão apregoado no Brasil. Alegam que as Forças Armadas cultuam princípios e valores que não veem em outras instituições e que elas seriam a única solução para a crise atual.
No cenário mundial, dois fatos políticos recentes suscitam também observações válidas: as eleições presidenciais nos Estados Unidos e o plebiscito que definiu a saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit). As análises feitas por institutos de pesquisa mostram que a principal causa dos surpreendentes resultados é creditada aos governos centrais e suas instituições, que se afastaram das opiniões e dos interesses de suas respectivas populações. Acrescentam que houve uma verdadeira desaprovação, por parte dos eleitores, dos defensores do ‘politicamente correto, isto é, votaram contra opiniões e pareceres dos intelectuais, de segmentos do mundo artístico e cultural e, ainda, da mídia em geral. Todos davam como certa a vitória das propostas derrotadas. Uma discordância dos que se arvoram a ditar e impor propostas e ações afastadas da realidade de seus povos.
Em 8 de novembro de 2015, este jornal publicou artigo intitulado Alertar é preciso, no qual questionei se as instituições maiores estavam consolidadas e funcionando corretamente. Passado um ano, reafirmo o meu questionamento com uma agravante. O segundo artigo da Constituição está em vigor ou é um princípio fundamental inócuo?
No Legislativo, sabemos agora que a Câmara dos Deputados não é um cartório, e sim que três centenas de deputados fizeram ‘’“emendas à meia-noite” a desvirtuar as medidas anticorrupção propostas pelo povo brasileiro. O presidente do Senado, considerado réu pelo STF por acusação de peculato, confrontou e desobedeceu a uma decisão monocrática de juiz da Suprema Corte, fato que fere qualquer sistema dito democrático. E para agravamento do quadro político, é grande o número de parlamentares envolvidos em processos judiciais. Uma desgraça sem precedentes.
No Judiciário os brasileiros ainda depositam esperança, graças ao corajoso desempenho dos juízes de primeira instância. Nas instâncias superiores o quadro é diferente. O esdrúxulo direito de foro privilegiado acarreta uma sobrecarga de processos no STF, o que lhe dá uma pauta extensa e criticada e indesejável morosidade. Com a transmissão de suas sessões pela TV, constata-se que são graves as divergências pessoais entre alguns de seus membros. E a presença da política partidária faz-se notar. A divulgação de altos salários no Judiciário – ditos legais, mas imorais –, o ‘fatiamento de artigo da Constituição aprovado pelo ex-presidente da Corte no processo de impeachment e o desgastante e inédito processo envolvendo o presidente do Senado afetaram a imagem e a credibilidade da instituição.
No Executivo, a situação econômica indefinida, o possível envolvimento da equipe governamental em atos de corrupção, o desgastante processo das tratativas parlamentares para a aprovação de propostas úteis para o País e uma oposição agressiva são aspectos que, gradativamente, fragilizam e deixam acuado o governo. Já se fala em novas eleições e até mesmo em deposição. A atual oposição esqueceu-se de que foi a única responsável pela calamidade que tomou conta do País. Governou durante 13 anos, deixou-o na bancarrota e instituiu uma imoralidade sistêmica. Está em pleno processo de “vitimização” e já defende, histericamente, as manifestações radicais de rua com ações e depredações. É o mesmo modus operandi de passado recente.
É nesse cenário de ‘desgraças que as instituições maiores e seus integrantes deverão ter a noção, a consciência e a sensibilidade de que o País poderá ingressar numa situação de ingovernabilidade, que não atenderá mais aos anseios e às expectativas da sociedade, tornando inexequível o regime democrático vigente. O aludido brejo é significativo. É um caso, portanto, a se pensar.
Desse modo, se o clamor popular alcançar relevância, as Forças Armadas poderão ser chamadas a intervir, inclusive em defesa do Estado e das instituições. Elas serão a última trincheira defensiva desta temível e indesejável ‘ida para o brejo. Não é apologia ou invencionice. Por isso, repito: alertar é preciso.
* General de exército,foi chefe do Estado-Maior do Ministério da Defesa”
 Do Portal Congresso em Foco

TV Al Jazera irrita Dilma: ‘Cúmplice ou incompetente?’

A ex-presidente Dilma Rousseff concedeu entrevista para o programa “UPFront”, da rede Al Jazeera. Um trecho da conversa, divulgado na internet, porém, mostra que o papo foi pouco amigável. Nas imagens, a petista demonstra irritação ao ser questionada sobre se havia sido “cúmplice” ou “incompetente” em relação aos escândalos de corrupção envolvendo a Petrobras.
“Algumas pessoas podem dizer — levando em consideração que você foi conselheira [da Petrobras] por um longo período, depois foi presidente da República — que você sabia o que estava acontecendo e, nesse caso era cúmplice. Ou você não sabia e, nesse caso, foi incompetente. Qual dos dois você é?”, questiona o entrevistador.
Dilma, então, responde que “este é o tipo de ‘Escolha de Sofia’ e eu não entro nela”. “Não é isso que acontece. Há uma diferença no mundo inteiro entre um conselho e uma diretoria-executiva. Nem todos os membros da diretoria sabiam que aqueles diretores da Petrobras tinham mecanismos de corrupção e estavam enriquecendo de forma indevida”, afirmou.
Ainda no trecho divulgado, Dilma diz que não nega que houve um escândalo de corrupção na estatal, mas prefere não comentar sobre uma eventual participação de membros do PT no esquema. “Enquanto não julgarem eu não vou julgar. Não é meu papel aqui julgar ninguém”, disse a ex-presidente.
De acordo com o site da Al Jazeera, Dilma também criticou o atual presidente da República, Michel Temer. “Eu nunca esperei que ele fosse um traidor e ele é um traidor. Ele não traiu a mim como pessoa. Ele traiu a presidente do Brasil. Traiu uma instituição. E, além disso, traiu uma campanha”, avaliou. Por fim, a petista pediu novas eleições para que o “golpe seja efetivamente bloqueado”. O programa com a entrevista foi ao ar na tarde desta sexta-feira (16).  
Do Portal Interior da Bahia/Fonte: Correio Braziliense

Depois de muita espera, jovem barroquense recebe transplante de fígado

Serão implantados 23 radares fixos entre os trechos de Salvador e Feira de Santana, e do município até a divisa com o estado de Minas Gerais. Os aparelhos começarão a funcionar a partir de 23 de dezembro. Serão 16 radares na BR-324 e sete na BR-116 sul.
No período de 16 a 22 deste mês os condutores passarão por uma fase de adaptação, um período educativo. O anúncio oficial da Operação Integrada Rodovia 2016-2017, acontece nesta sexta-feira (16), em Feira de Santana, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os aparelhos estão presentes nas rodovias desde 2013, mas devido às limitações nos equipamentos, não estavam funcionando.
De acordo com o site Acorda Cidade, durante o período, a PRF realizou as fiscalizações na BR-324 através dos radares fotográficos portáteis. Os atuais aparelhos têm a vantagem de realizar a mediação em locais variados ao longo do trecho. 
Após as adequações com o padrão tecnológico da PRF, os radares fixos da BR-324 e BR-116 iniciarão seu funcionamento, os quais em conjunto com os radares móveis irão melhorar a fiscalização do excesso de velocidade nessas rodovias.
A PRF, junto com a Via Bahia Concessionária de Rodovias, empresa responsável pela instalação e manutenção dos equipamentos, e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), inicia a fiscalização no período do final do ano, com o objetivo de diminuir uma das principais causas de acidentes nas rodovias, o excesso de velocidade.
A PRF recomenda que, independentemente da presença de radares nas rodovias, a sinalização e os limites de velocidade específicos para cada trecho sejam respeitados por motoristas.
Do Portal CN/Fonte:Acorda Cidade

Chape: Alan Ruschel se emociona e fala em milagre por estar andando

Alan Ruschel, primeiro sobrevivente do acidente com a delegação da Chapecoense a ter alta, concedeu uma entrevista neste sábado em Chapecó e disse que estar andando é um milagre. 

Muito emocionado antes mesmo de começar a falar, o jogador, um dos quatro sobreviventes da tragédia do dia 29 de novembro, conseguiu manter a calma e responder à maioria das perguntas sem pausas.


"Um momento que caiu aquele avião Deus me pegou no colo e falou que eu tinha mais missão aqui na terra, por isso ele não me levou. A única explicação, são dois milagres: eu estar vivo e o milagre de eu poder estar andando. Os médicos falaram que foi uma lesão grave que eu tive na coluna. Poder estar andando, é milagre de Deus", afirmou o lateral.

Logo em sua primeira resposta, e emoção por tudo que viveu veio à tona. "Acho que não tem palavras para explicar o que eu estou sentindo. É uma mistura de sentimentos. Uma alegria por poder estar aqui de novo, sentado aqui. Mas ao mesmo tempo um luto por ter perdido vários", disse, antes de cair no choro.

Ao longo da entrevista, Alan Ruschel voltou a se emocionar, chorou em alguns momentos, mas também mostrou bom humor e fez planos para o futuro. Ele ainda falou em honrar os amigos e familiares que ficaram.

“Me emocionei por ter perdido muitos amigos. Mas como eu postei uma foto esses dias, falando que seguir em frente honrando os que foram morar com Deus. Honrarei seus familiares que ficaram, que hoje estão sentindo a dor, farei de tudo para voltar a jogar, com muita paciência, mas farei de tudo para dar muita alegria para todo mundo que torce para a Chapecoense”, finalizou.

 Do Portal Galáticos Online/Foto: Reprodução ESPN

Diego Tardelli revela destino de Marinho em vídeo, e jogador brinca: "Sabia não"

Grande destaque do Vitória e do Campeonato Brasileiro, Marinho segue sendo sondado por equipes do Brasil e de outros países. 

Curtindo férias, seu provável destino parece já ter sido revelado por um famoso atacante que está no futebol estrangeiro. Em um vídeo publicado nas redes sociais, Diego Tardelli afirma que Marinho jogará no futebol da China.

– Fala galera! Olha quem está indo para a China comigo, nosso matador – disse Tardelli que atualmente defende as cores do Shandong Luneng, equipe chinesa.

–  Ah é? Sabia não – respondeu Marinho com sua frase que virou hit na internet.


Vale lembrar que os direitos econômicos do atleta de 26 anos são divididos entre Vitória (50%), Cruzeiro (30%) e JMB, empresa que agencia o jogador (20%). Ele tem contrato válido até 2018 com a equipe baiana e os direitos federativos são do rubro-negro.

Do Portal Galáticos Online

Fla aguarda contato do Bahia para emprestar Argentino

"Ele nos ofereceu um projeto pelo Osman, mas não queremos mais saber de projeto algum. Se alguém quiser o jogador , vai ter que pagar por ele". 

E o preço é R$1,2 milhão. A afirmativa acima são atribuídas ao presidente do Luverdense, Helmute Lawisch se referindo ao interesse do Bahia pelo jogador do Luverdense que confesso desconhecer. Ainda segundo o presidente, o clube foi procurado por Pedro Henriques vice-presidente do Esporte Clube Bahia. O interesse do Bahia morreu no berço.

Já o meia argentino Lucas Mugni está lá boiando no Flamengo. Segundo Rodrigo Caetano, executivo de futebol do Flamengo, em entrevista ao site UOL, o meia está disponível para negociações e aguarda o contado do Bahia para começar as negociações num claro indicativo que está doido para se livrar aquilo que a imprensa carioca chama de estorvo e daqui a pouco pode pintar no Bahia como reforço. Já em relação a Luiz Antônio, segundo Rodrigo Caetano, o volante será novamente emprestado ao Bahia, sem problema.

Do Portal Futebol Bahiano

Meia com passagem apagada pode retornar ao Bahia

Apesar de ainda não ter anunciado nenhum reforço, o Bahia segue atento e de olho no mercado em busca de reforços pontuais para reforçar a equipe na temporada 2017, além, é claro, de tentar manter a base de 2016 renovando o contrato de alguns jogadores emprestados por outros clubes e que têm vínculo até 31 de dezembro. 

As prioridades no momento são as renovações do volante Luiz Antônio e do lateral-esquerdo Moisés. O primeiro, que pertence ao Flamengo, está próximo de estender seu vínculo por mais uma temporada, e de quebra pode trazer do Rio de Janeiro o meia argentino Lucas Mugni de brinde. Enquanto o segundo depende da liberação do Corinthians e para isso é preciso aguardar a chegada do novo treinador do clube paulista.

Com relação amigável com as diretorias de Atlético-MG e Corinthians, o Bahia se apega nesses clubes para procurar jogadores que possam ser cedidos por empréstimo. Dátolo, meia que está encostado no Galo, foi especulado, porém tem propostas de outros clubes que disputam a Libertadores. 

O foco do Esquadrão volta-se então para o Corinthians e um velho conhecido da nação tricolor que interessa e, inclusive, já teria recebido uma sondagem. Trata-se de Marquinhos Gabriel, que passou pelo Fazendão em 2012, mas não conseguiu deslanchar. Depois de nova passagem apagada pelo Palmeiras, o meia só se destacou mesmo no Santos da onde saiu para o Corinthians e não conseguiu ter o mesmo sucesso.

Do Portal Futebol Bahiano

Mulher tem R$ 1,6 mil levados em ‘saidinha bancária’ na feira livre de Queimadas

feira_queimadas
Mulher percebeu que dinheiro tinha sido furtado ao chegar na feira livre | Foto: Notícias de Santaluz
Uma mulher identificada como Alionilda Alves dos Santos, de 46 anos, conhecida como ‘Florzinha’, moradora do povoado de Alecrim, situado na zona rural de Queimadas, foi vítima de uma ‘saidinha bancária’ na manhã deste sábado (17) na feira livre da cidade. 

De acordo com informações da filha da vítima, que estava com ela no momento em que ocorreu o crime, a mulher sacou cerca de R$ 1,6 mil em uma agência da Caixa Econômica Federal e em seguida foi para a feira. 

Após parar em uma barraca do setor de confecções, a mulher percebeu que sua bolsa havia sido aberta e a carteira contendo todo o dinheiro e seus documentos tinha sido levada. A ação não foi percebida pelas vítimas. 

A Polícia Militar foi acionada e fez rondas pela região, mas nenhum suspeito foi localizado até a publicação desta reportagem. O caso foi registrado na delegacia local e será investigado pela Polícia Civil.

Redação Notícias de Santaluz

Justiça do Distrito Federal aceita denúncia do MP, e Lula vira réu na Zelotes

O juiz Vallisney Souza Oliveira, da Justiça Federal do Distrito Federal, aceitou denúncia do Ministério Público e abriu ação penal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o filho dele Luis Cláudio Lula da Silva e dois empresários pelos crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa no âmbito das investigações da Operação Zelotes. 

Com a decisão do juiz, Lula se tornou réu pela quarta vez. O ex-presidente da República já é alvo de ação na Operação Lava Jato, no Paraná, e de duas ações na Justiça de Brasília – uma por suspeita de tentar prejudicar delação premiada e outra por tráfico de influência envolvendo a Odebrecht.

Lula também é alvo de outros quatro inquéritos, em procedimentos no Supremo Tribunal Federal, em Brasília e no Paraná. A denúncia relacionada à Operação Zelotes foi apresentada na semana passada e é resultado de investigações sobre compra de caças suecos e sobre a aprovação de uma medida provisória que envolveu incentivos fiscais a montadoras.

Do Portal NS/Foto: Nelson Almeida/ Folhapress

Árbitro serrinhense vai trabalhar na primeira partida da final do Intermunicipal

O árbitro serrinhense, Luciano Rodrigues Dantas, de 44 anos, será o assistente 2 no primeiro jogo da final do Campeonato Intermunicipal 2016, entre Itaberaba e Itabela.

A primeira partida vai acontecer na cidade de Itaberaba, na tarde deste domingo (18), a partir das 15h.

Luciano Dantas é o primeiro árbitro de Serrinha a participar de uma final de campeonato intermunicipal.

O feirense Reinaldo Silva de Santana, do quadro da CBF vai comandar este jogo e terá Leonardo Menezes Farias, de Valença, como assistente 1 e o serrinhense Luciano Rodrigues Dantas, o assistente 2. Os dois são do quadro da Federação Bahiana de Futebol (FBF).

O quarto árbitro é Edvaldo Soares Santos, de Santo Antonio de Jesus, o quinto é Anilton Cirqueira Ribeiro, de Ipirá e como sexto árbitro, Ivan Cláudio Pires Amorim Júnior, todos da FBF.

Luciano Dantas começou a trabalhar em 2000, como árbitro central, no Campeonato Rural dos Amigos, em um jogo no povoado de Salgado, no município de Serrinha, a convite do ex-árbitro e presidente da Associação de Valorização dos Árbitros de Serrinha (AVAS) Antonio Cordeiro e em competições promovidas pela FBF sua estreia foi no ano de 2002. Ele tem 16 anos na arbitragem.

Esta partida terá transmissão da rádio Continental AM 1330 de Serrinha, em cadeia com a Extremo Sul, AM 830, de Itamaraju e muitas outras emissoras da Bahia.

Por Cival Anjos


sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Ex-ministro diz que redução do adicional de 10% da multa do FGTS facilitará demissões

Ex-ministro diz que redução do adicional de 10% da multa do FGTS facilitará demissões
Foto: Divulgação
O ex-ministro do Trabalho Walter Barelli disse nesta sexta-feira (16) que a iniciativa do governo de cortar os 10% adicionais sobre a multa do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) vai facilitar as dispensas de empregados pelos empresários. 

A decisão foi anunciada na quinta (15) conjuntamente pelos Ministérios da Fazenda e Planejamento e, de acordo com o ministro Dyogo Oliveira, a redução será feita paulatinamente à razão de 1 ponto porcentual ao longo de 10 anos. 

Barelli está intermediando nesta sexta o Debate sobre a Reforma da Previdência organizado pelo Conselho de Emprego e Relações do Trabalho da FecomercioSP. "Foi criado um adicional de 10% como forma de refrear as dispensas. Mas esse dinheiro não ia para o trabalhador. Ia para um fundo do próprio governo. Se pensou algumas vezes em tirar estes 10% porque eles não estão na Lei do FGTS, mas se a empresa demite, paga estes 10% como se fosse uma multa. Agora o governo quer reduzir em 1 ponto porcentual por dez anos. Então, deveria retirar de uma vez porque ele vai criar um penduricalho. Se não precisa mais dele, que se elimine de uma vez", ponderou Barelli. 

Para o ex-ministro, o governo só não eliminou de uma vez essa parte da multa sobre o FGTS "porque certamente tinha destinação destes recursos neste período e o caixa do governo terá que se preparar para isso". 

O que Barelli vê de positivo no pacote de reformas microeconômicas é que o governo vai aumentar a taxa de juro que remunera os recursos dos trabalhadores no FGTS para uma porcentagem próxima à da caderneta de poupança, que paga 6% ao ano mais a variação da Taxa de Referência (TR). "Eu gostaria que a caderneta de poupança acompanhasse outros indicadores porque hoje a caderneta de poupança tem juros fixos enquanto o juro na economia está perto de 14%", ponderou o ex-ministro.

Do Portal Bahia Notícias/por Francisco Carlos de Assis | Estadão Conteúdo

Operação Timóteo cumpriu mandados de busca e apreensão em dois municípios baianos

Operação Timóteo cumpriu mandados de busca e apreensão em dois municípios baianos
Foto: Divulgação
A Operação Timóteo, deflagrada na manhã desta sexta-feira (16) pela Polícia Federal, cumpriu dois mandados de busca e apreensão na Bahia. 

Um foi no município de Jaguarari e outro em Campo Formoso - neste caso, há a informação de que o mandado foi cumprido na prefeitura do município, mas a Polícia Federal não deu a confirmação. 

A operação investiga uma organização criminosa por esquema de corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral (veja aqui). Ao todo foram cumpridos 29 conduções coercitivas - entre elas a do pastor Silas Malafaia (veja aqui) -, 4 mandados de prisão preventiva, 12 mandados de prisão temporária, sequestro de 3 imóveis e bloqueio judicial de até R$ 70 milhões em valores depositados. 

A Justiça Federal ainda determinou que os municípios se abstenham de realizar quaisquer atos de contratação ou pagamento aos três escritórios de advocacia e consultoria investigados.

Do Portal Bahia Notícias

PMs baianos farão curso de humanitário indiano sobre respiração e gerenciamento de estresse

PMs baianos farão curso de humanitário indiano sobre respiração e gerenciamento de estresse
Foto: Daniele Rodrigues / GOVBA
O governador Rui Costa e o líder humanitário e espiritual Sri Sri Ravi Shankar, fundador do Arte de Viver, assinaram, na tarde desta sexta-feira (16), na Governadoria, um acordo de Cooperação Técnica entre o Governo do Estado e a Associação Cultural, Educacional e Social Arte de Viver. 

O convênio é inédito na América Latina e tem o objetivo de promover capacitação para policiais militares das diversas unidades da corporação. "A assinatura deste convênio é apenas o ponto de partida para que possamos multiplicar as técnicas de redução de estresse dentro da corporação. Inicialmente, vamos implantar um projeto piloto nas Bases Comunitárias de Segurança para depois expandir para outras áreas de atuação da Polícia Militar", justificou o governador Rui Costa. 

O curso que será oferecido aos policiais inclui técnicas de respiração e de gerenciamento do estresse, baseado na dinâmica “Sudarshan Kriya”, que tem nove horas de duração. Realizado em três dias consecutivos, os policiais militares aprenderão técnicas para melhorar o trabalho em equipe e o ambiente corporativo, técnicas de resolução de conflitos, harmonização da relação interpessoal, também em técnicas de respiração e de gerenciamento do estresse. 

O Departamento de Promoção Social da PM, responsável por desenvolver ações de valorização e cuidados com o público interno, vai articular ações com a organização Arte de Viver, que atua em 156 países, para que a técnica seja expandida para as diversas unidades da Polícia Militar.

Do Portal Bahia Notícias